Menu
BANNER IMPRESSORAS
quarta, 17 de agosto de 2022
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Aumentam vendas de máquinas agrícolas

16 Ago 2010 - 10h44Por

O setor de comercialização de máquinas agrícolas vive um bom momento com o aumento das vendas neste primeiro semestre de 2010. Na 38ª Exposição Agropecuária, Comercial e Industrial do Sul de Mato Grosso , em Rondonópolis, foi possível ver, pela quantidade de tratores, colheitadeiras, pulverizadores e implementos agrícolas expostos, que as indústrias não economizaram no lançamento de novas e modernas máquinas.

O empresário Darci Ciarini, proprietário da Agrofito, revendedora da Case, Agrale, Stara e Volare, em Rondonópolis, avalia positivamente o cenário. "Na verdade estamos passando por uma fase de recuperação, pois no ano passado já houve uma melhora expressiva nas vendas, o que não vinha acontecendo em anos anteriores, em função da crise".

O empresário avalia que entre os principais fatores para os investimentos em renovação da frotas de tratores e colheitadeiras por parte dos produtores rurais, é o bom preço da soja. Além da retomada da compra de grãos pelos chineses, o baixo estoque de fibras no mercado mundial também favorece o Brasil que é um dos maiores produtores de soja e algodão. E, consequentemente, Mato Grosso, Estado que mais produz grãos no país. Para se ter uma idéia, enquanto em 2009 foram vendidos 3.816 colheitadeiras em todo o Brasil, até o final do mês de julho haviam sido comercializadas 2.157. Já em Mato Grosso, ano passado foram comercializadas 784 colheitadeiras e este ano, até o mês de julho, 255.

As vendas de máquinas agrícolas no Brasil em junho atingiram 6.059 unidades, queda de 5% em relação a maio. Mas, em relação ao mesmo mês do ano passado, houve uma alta de 42,8%, segundo informações da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores .

De janeiro a junho, o setor vendeu 34.982 unidades (colheitadeiras, tratores e pulverizadores), crescimento de 51,7%, contra o mesmo período do ano passado. Em junho, a produção de máquinas atingiu 7.676 unidades, queda de 4,7% sobre maio e um salto de 88,8% em relação a junho de 2009.

Nos seis primeiros meses deste ano foram produzidas 43.795 unidades, alta de 54,1% na comparação anual. Foram exportadas em junho, 1.609 unidades, declínio de 19,1% sobre maio e alta de 34,3% ante junho do ano passado.

O faturamento bruto mensal do setor de máquinas e equipamentos teve elevação de 7,9% em junho de 2010, somando R$ 6,158 bilhões, conforme informações da Abimaq Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).

A média mensal de faturamento em 2009 foi de R$ 5,486 bilhões, enquanto que em 2008 o valor chegou a R$ 6,824 bilhões.

Segundo previsões da Abimaq, a média de 2010 deve ser de R$ 5,650 bilhões. De janeiro a junho, as vendas externas somaram 8.231 unidades, crescimento de 13,1% sobre igual período de 2009, o que representou uma receita de US$ 953,005 milhões, 66,2% a mais do que no mesmo período do ano passado.

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO MS
Governador participa da posse de Alexandre e reafirma importância do Estado Democrático de Direito
HOMOFOBIA
Gilberto Barros é condenado a dois anos de prisão por homofobia
VANDALISMO
Brasileiro com oito esposas tem casa pichada: 'Família do demônio'
FEIRA DO ARTESANATO
Divulgada a lista provisória dos selecionados para participação na Feira do Artesanato em Fortaleza
MORADIA
Projeto cria programa para auxiliar professores na compra de casa própria
CARTÃO DE CRÉDITO
Um em cada três brasileiros foi vítima de fraude com cartão de crédito
ACIDENTE FATAL
Motociclista de 27 anos bate na traseira de trator e morre em vicinal
TRAGEDIA NA RODOVIA
Sete pessoas morrem e três ficam feridas em acidente entre caminhão e van
AUXILIO POPULAÇÃO
Governo libera empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil
TRAGÉDIA
Carro explode durante abastecimento e amputa pernas de frentista