Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 28 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
Audiência

Audiência no congresso clareia dúvidas sobre ressarcimento a proprietários rurais

Foi como acender uma lâmpada. Para deputados, convidados e imprensa

12 Set 2013 - 08h30Por Assessoria

Foi como acender uma lâmpada. Para deputados, convidados e imprensa que participaram, nesta quarta-feira dia 11, da audiência no plenário da Comissão de Finanças e Tributação do Congresso Nacional, ficou claro: a empresa provisionou a quantia de R$72 milhões no balanço de 2012 para fazer frente a futuros ressarcimentos devidos a proprietários rurais que fizeram investimentos em redes elétricas a partir de 2003. Cada pagamento, quando ocorrer, será feito com correção monetária e juros simples de 0,5% ao mês.Todos os pagamentos devem ser feitos até 31 de dezembro de2016, que a data a partir da qual a concessionária tem a obrigação de atender gratuitamente todos os consumidores (universalização). Essa informação foi fornecida pelo interventor na Enersul, Jerson Kelman, e ratificada pelo procurador geral da Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL, Ricardo Brandão.

Diante das presenças de representantes do Ministério Público Federal, Ministério das Minas e Energia, do Governo e Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, que também participaram da audiência, o procurador e o interventor explicaram que, para os investimentos em redes particulares anteriores ao ano de 2003 que atualmente estejam em uso para a prestação de serviço público (atendimento a diversos consumidores) pode sim haver pagamento, na forma de indenização, que não deve ser confundida com ressarcimento. O cálculo da indenização, quando aplicável, deve ser feito de acordo com uma resolução da ANEEL de 2006, que coincidentemente foi assinada pelo próprio Kelman, à época diretor-geral da ANEEL. A data limite para pagamento das indenizações é 31 de dezembro de 2015.

Foi também esclarecido que qualquer investimento feito por concessionária de distribuição de energia elétrica, inclusive por meio de ressarcimento ou indenização por redes construídas por consumidores, é considerado pela ANEEL para efeito de cálculo tarifário. Isto é, aumenta a tarifa paga por todos os consumidores. Por esta razão, Kelman destacou o cuidado da Enersul em realizar uma auditoria (em andamento) para resguardar os consumidores de Mato Grosso do Sul dos efeitos de eventuais ressarcimentos indevidos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

100 PAGAMENTOS
Mais de 17 milhões devem ficar sem todas as parcelas do auxílio
ASSALTANTES
Apresentador da Record sequestrado é achado em RR teve braços quebrados e amarrados
BRASIL - 157.397 MORTES
Brasil tem mais 263 mortes e 15.726 novos casos de covid-19
ALIVIO NO BOLSO
Petrobras reduz preços de gasolina e diesel a partir desta terça (27)
BARBÁRIE
Marido mata mulher a facadas dentro de casa durante almoço de domingo
CAPOTAMENTO
Carro capota várias vezes ao fazer curva na MT-412 e mata fotógrafo
BRASIL - 157.134 MORTES
Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19
AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga 2ª parcela de R$ 300 da extensão do auxílio emergencial
SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto
Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência