Menu
SADER_FULL
domingo, 16 de maio de 2021
Busca
Brasil

Até final do ano Eletrobrás diz se MS vai ter usina nuclear

8 Nov 2010 - 08h44Por Eletrobrás

Faltando pouco menos de 60 dias para acabar o ano, a Eletrobras se manifestou nesta sexta-feira sobre a possibilidade de instalação de uma usina nuclear em Mato Grosso do Sul. A resposta veio por meio de um pedido de explicações encaminhado pelo fórum Permanente de Meio Ambiente e Desenvolvimento Suste ntável do MS e Fórum de Defesa do Pantanal.

 

Na tarde desta sexta-feira membros do Conselho de Consumidores da Enersul (Concen/MS) se reuniram para tomar ciência da resposta enviada pelo diretor-presidente da Eletrobrás, Leomam dos Santos Guimarães, sobre os questionamentos que a entidade fez sobre os critérios para instalação de uma usina nuclear, prazos, estudos previstos, acompanhamento da sociedade nas discussões e ainda sobre um entedimento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Um dos principais quesitos solicitados pelas entidades e a sociedade de um modo geral é sobre o prazo para definição se MS está ou não entre os locais “escolhidos” para receber uma usina nuclear. A resposta foi “Tem-se por objetivo concluir o estudo de seleção de sítio até o final de 2010”. A afirmativa não agradou, pois faltam menos de 60 dias para acabar o ano e até o momento as entidas ainda tem dívidas quanto o real teor da intenção.

Segundo informações da Eletrobras serão instaladas entre quatro e oito usinas, com previsão de várias outras fontes de geração de eletrecidade; todas sem muitas explicações de como serão instaladas, onde e que tipo de impacto pode trazer. Ainda de acordo com o documento oficial, os critérios de seleção incluem obsrvação de locais com inundações, terenos úmidos, custos de transmissão, qualidade da água , entre outros.

Rosimeire Cecília da Costa, que é membro do Concen/MS , como represntante do Procon; destaca que na reunião desta sexta-feira foi analisado o documento encaminhado pela Eletrobras e que depois isto será pedido ao consultor da entidade, Jenner Ferreira, para que também analise minuciosamente. “Não vamos nos manifestar ainda, pois o documento está cheio de marcos regulatórios”, disse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada