Menu
SADER_FULL
quinta, 24 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Até 2015, MS será pólo exportador de energia elétrica

30 Ago 2010 - 10h30Por Diário MS

A partir de 2015 o Mato Grosso do Sul será um grande produtor de energia elétrica extraída da queima do bagaço e da palha da cana de açúcar, se tornando auto-suficiente na produção de energia com excedente para garantir o suprimento de outros estados. Em cinco anos as usinas de álcool estarão produzindo 1,2 milhão de megawatts, 145% a mais do que o consumo estadual. Ou seja, por essas projeções haverá oferta de energia da biomassa suficiente para atender toda a demanda de Mato Grosso do Sul – 500 mw – e haveria um excedente de 700 mw.

O governador André Puccinelli concedeu incentivos fiscais diferenciados – isenção de 90% do ICMS para as usinas que tenham o ciclo completo de produção (álcool, açúcar e energia). Com apoio da bancada federal, o André conseguiu convencer o governo federal a incluir no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) a implantação de 820 quilômetros linhas de transmissão e 471 quilômetros de rede coletoras para conectar as usina as linhas de transmissão do sistema nacional. O investimento passa dos R$ 600 milhões com previsão de entrega das obras em 18 meses.

No leilão para compra de energias alternativas que a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) promoveu nesta semana, três usinas se habilitaram para vender energia da biomassa a partir de janeiro do ano que vem.

A Usina Eldorado, de Rio Brilhante, vai começar vendendo 12 mw para chegar em 2013 a 59 MW; a de Angélica, disponibilizará 150 mw e a São Fernando de Dourados, 180 mw com previsão de chegar em três anos a 350 mw. Em todo o País, só 33 projetos conseguiram habilitação junto a Empresa de Pesquisa Energética. As usinas vão receber R$ 154,25 pelo quilowatt/hora.

Entre as usinas que estão vendendo o seu excedente de energia a LDC Bioenergia de Rio Brilhante exporta 40 MWh, com previsão de atingir 60 MWh em dois anos, enquanto a Usina Pasatempo (do mesmo grupo) também deve aumentar sua potência instalada para 60 MWh.

A ETH Bionergia, empresa do grupo Odebrecht em sociedade com a Sojitz Corporation Trading multinacional que atua na comercialização de commodities, está apostando neste negócio. A empresa quer aumentar de 12 MW para 130 MW a capacidade de produção das suas duas usinas em funcionamento no Estado (em Nova Alvorada do Sul e Rio Brilhante) e uma terceira também em Nova Alvorada.

No mês de março, o governador assinou um protocolo de intenções com o Governo Federal e o Governo do Paraná para a realização de estudos de viabilidade de implantação do alcoolduto que cortará o estado rumo ao Porto de Paranaguá, com uma extensão de 920 km.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso
Na Pandemia, filas são imensas na CEF de Fátima do Sul-MS AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera hoje saques do auxílio emergencial para mais 3,6 milhões