Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 23 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Ataque suicida mata ao menos 27 em funeral no Iraque

24 Mai 2007 - 10h28
Ao menos 27 pessoas morreram e 30 ficaram feridas em um ataque suicida ocorrido em um funeral em Fallujah, 50 km a oeste de Bagdá, informaram fontes médicas e policiais nesta quinta-feira.

O suicida atingiu uma multidão que participava da procissão por Allawi al Isawi, morador da região que morreu nesta quinta-feira, segundo o policial Jamal Anfous, citado pela Reuters.

O médico Ahmed al Ani, que trabalha para um hospital local, disse à Reuters que 27 pessoas morreram e 30 ficaram feridas na ação.

Slahaldeen Rasheed /Reuters
Bombeiro tenta apagar fogo em poço de petróleo perto de Kirkuk
Bombeiro tenta apagar fogo em poço de petróleo perto de Kirkuk
Nenhum grupo reivindicou a responsabilidade pelo ataque. No entanto, de acordo com a polícia, Al Isawi era opositor de um grupos local ligado à rede terrorista Al Qaeda.

Segundo a polícia, o grupo realiza uma campanha de explosões e ataques a tiros na Província de Anbar contra líderes sunitas tribais que formara uma aliança de oposição.

Também nesta quinta-feira, o porta-voz militar dos EUA Josslyn Aberle confirmou que o corpo encontrado ontem no rio Eufrates era do soldado americano Joseph Anzack Jr, 20, de Torrance, Califórnia. O corpo apresentava marcas de tiros e sinais de tortura.

Anzack havia desaparecido em 12 de maio ao lado de dois colegas, quando a patrulha em que estavam foi vítima de uma emboscada em Mahmudiya, no chamado Triângulo da Morte.

Quatro soldados americanos e um tradutor iraquiano morreram na ação. "As buscas pelos outros dois soldados continuam", afirmou Aberle.

O Estado Islâmico no Iraque --coalizão de oito grupos terroristas liderada pela Al Qaeda-- assumiu a responsabilidade pelo ataque, mas não mostrou provas de que manteria os soldados reféns.

Poço de petróleo

Também hoje, um ataque contra um poço de petróleo perto de Kirkuk (norte) provocou a formação de densas nuvens negras, informaram fontes da segurança e da companhia petroleira.

"Insurgentes aproveitaram que os guardas dormiram para explodir o poço com uma bomba", afirmou um oficial do Exército iraquiano que falou à France Presse em condição de anonimato.

Segundo ele, serão necessárias várias semanas para apagar o incêndio.

Um funcionário da Companhia de Petróleos do Norte confirmou a informação.

As instalações petroleiras iraquianas são alvos freqüentes de atentados.

O oleoduto que une os campos de petróleo da região de Kirkuk ao porto turco de Ceyhan é fechado com regularidade por causa dos ataques.
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto
Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência
GUERRA DA VACINA
Bolsonaro diz que não comprará vacina chinesa, mesmo se aprovada pela Anvisa
Motorista da carreta diz que ainda tentou desviar, mas não conseguiu DOENÇA DO SÉCULO
Menor pega carro escondido, joga contra carreta e morre na hora
BRASIL - 155.403 MORTES
Covid-19: Brasil tem 24.818 novos casos em 24 horas
AJUDA
Caixa Econômica paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários
CORONAVIRUS
Morre voluntário brasileiro que participava de testes da vacina de Oxford
MORTE SUBITA
Idoso morre em voo de Cuiabá para SP; avião faz pouso de emergência
BRASIL - 154.176 MORTES
Covid-19: Brasil tem mais 271 óbitos e 15.383 novos casos em 24h
TRAGÉDIA NA CIDADE
Acidente entre trem e e micro-ônibus deixa uma mulher morta e feridos