Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 28 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Assessor do PR dá nova versão sobre os R$ 80 mil

17 Mar 2007 - 08h08

 

Ex-assessor e sobrinho do deputado federal Aracely de Paula (PR-MG), Emílio de Paula Castilho, apareceu, de surpresa, na Polícia Civil do Distrito Federal para prestar depoimento sobre a origem dos R$ 80 mil encontrados em seu veículo, no último fim de semana, conforme a Folha de S.Paulo.


Segundo Fábio Michelan, delegado responsável pelo caso, Castilho levou à delegacia os documentos de compra e venda dos três veículos - S10, Gol e Saveiro - que ao todo, chegam ao valor de R$ 60 mil. No depoimento, Castilho explica que os outros R$ 20 eram dele.

Os documentos estavam no nome de Sérgio Braun. No primeiro depoimento, entretanto, Castilho disse que negociou a venda dos carros com um "tal Ivan". "Ele explicou que este Ivan era só um intermediador", disse o delegado.

Castilho foi detido no dia 10 de março pela Polícia Rodoviária, próximo a Brasília, em razão de uma ultrapassagem ilegal que teria feito na BR 040, pela qual acabou multado em R$ 152. Na revista, os policiais encontraram o dinheiro, que Castilho disse ser fruto da venda de três carros.

 

 

Terra

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSEDIO SEXUAL
Dono de loja é preso por estuprar jovem na entrevista de emprego
100 PAGAMENTOS
Mais de 17 milhões devem ficar sem todas as parcelas do auxílio
ASSALTANTES
Apresentador da Record sequestrado é achado em RR teve braços quebrados e amarrados
BRASIL - 157.397 MORTES
Brasil tem mais 263 mortes e 15.726 novos casos de covid-19
ALIVIO NO BOLSO
Petrobras reduz preços de gasolina e diesel a partir desta terça (27)
BARBÁRIE
Marido mata mulher a facadas dentro de casa durante almoço de domingo
CAPOTAMENTO
Carro capota várias vezes ao fazer curva na MT-412 e mata fotógrafo
BRASIL - 157.134 MORTES
Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19
AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga 2ª parcela de R$ 300 da extensão do auxílio emergencial
SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto