Menu
SADER_FULL
terça, 2 de junho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Assembléia quer reduzir gastos com publicidade em 80%

25 Abr 2007 - 13h12

A Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul pretende reduzir em 80% os gastos mensais com publicidade nos veículos de comunicação do Estado, baixando de R$ 1 milhão para R$ 200 mil, o que representará uma economia de R$ 9,6 milhões, conforme admitiu o presidente da Casa, Jerson Domingos (PMDB).

Segundo Domingos, o objetivo é corrigir distorções e pagamentos aleatórios e ainda só veicular informações institucionais. Ele considera um absurdo o gasto e que vai ser feito um levantamento dos veículos existentes no mercado, verificando a audiência, acessos, tiragem e excluindo aqueles jornais que “plagiam” as matérias de outros veículos sem conceder crédito.

Para isso, o Conselho de Líderes esteve reunido hoje antes da sessão para tratar do edital de licitação que vai atender as exigências do TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) assinado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a Assembléia para regulamentarem gasto com publicidade.

Desta forma será estabelecida várias exigências, mas que serão contratadas três agências de publicidade para o serviço. Domingos destaca que a economia com os gastos publicitários será investida em outras coisas, como melhorar o salário dos servidores da Casa, ajudar no reajuste da categoria e ainda equipar a Casa de saúde. NA próxima quarta-feira, às 15 horas, será realizada uma nova reunião do Conselho, coordenador pelo deputado estadual Reinaldo Azambuja (PSDB).

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

AUXÍLIO EMERGENCIAL
Caixa LIBERA 2ª parcela do auxílio de R$ 600 em contas dos beneficiários, veja os meses
ABSURDO
Médica relata ter sofrido agressões por parte de frequentadores de 'festas de corona'
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Menino de 9 anos, acidentalmente mata irmã de 7 anos com espingarda
TRAGEDIA NA RODOVIA
Mulher gravida e marido morrem e criança fica ferida em acidente trágico
PANDEMIA CORONAVIROS
Vai ser ''um massacre'', diz ex-diretor da Saúde sobre flexibilizar isolamento
BOA NOTICIA
Bolsonaro diz que auxilio emergencial pode ter quarta parcela, mas pagando menos
PRAZO MÁXIMO
Acordo prevê máximo de 20 dias para análise de auxílio emergencial
FÁTIMA DO SUL - BOLETIM CORONAVÍRUS
BOLETIM: Fátima do Sul tem mais 04 casos confirmados, sobe para 69 e tem 12 pacientes recuperados
EPICENTRO DA COVID-19
Brasil aproxima de 30 mil mortes pela Covid-19
MEMORIAL
Os brasileiros que perderam a vida na Pandemia do Coronavírus