Menu
SADER_FULL
sábado, 12 de junho de 2021
Busca
Brasil

Assembléia Legislativa começa a limpar pauta para entrar em recesso

16 Nov 2009 - 05h53Por Conjuntura Online

A Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul começa a limpar a pauta de votação para entrar em recesso, previsto para iniciar no mês que vem.

Depois de aprovar os projetos de poucas relevâncias e menos polêmicos, os deputados estaduais começam a apresentar emendas ao Orçamento Geral do Estado para o ano que vem.

Os parlamentares têm até às 17h do dia 1º de dezembro para apresentar emendas ao Orçamento, que estima a receita e fixa as despesas para o próximo exercício financeiro em R$ 8,86 bilhões. 

A peça orçamentária para o ano que vem foi remetida à Assembléia Legislativa pelo governador André Puccinelli (PMDB) no dia 20 de outubro.

O deputado estadual Antônio Carlos Arroyo (PR) adiantou que o parecer CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) e da Comissão da Execução Orçamentária será apresentado conjuntamente à Mesa Diretora da Casa até o dia 10 do mês que vem.

A idéia de apresentar o parecer das duas comissões temáticas no mesmo dia, segundo ele, é para agilizar a tramitação da matéria. A expectativa, conforme o republicano, é que a votação da mensagem do governo ocorra entre os dias 17 e 20 de dezembro, data a partir da qual a Assembléia entrará em recesso. 

O orçamento para o ano que vem prevê aumento de 12,4% em despesas com pessoal e de 7,3% com custeio da máquina.

O maior incremento será de 57% com investimentos, saltando de R$ 1,1 bi deste ano para R$ 1,7 bi no ano que vem. 

Conforme o texto elaborado pela área econômica do governo estadual, os maiores investimentos serão em infra-estrutura com recuperação e pavimentação de estradas para promover o crescimento nas mais diversas regiões de Mato Grosso do Sul.

No ano que vem, o governador André Puccinelli pretende investir R$ 1,2 bilhão em educação; R$ 594 milhões em saúde; R$ 802 milhões em segurança pública, R$ 18 milhões em ciência e tecnologia, além de R$ 80 milhões para o pagamento de precatórios, provisionamento que cai pela metade em relação ao estipulado para 2009 que foi de R$ 171 milhões.

De acordo com a peça orçamentária, os poderes receberão em 2010 o repasse de R$ 866 milhões, perfazendo um reajuste de 11% em relação ao orçamento vigente este ano. Já os municípios receberão repasses no total de R$ 1,34 bilhão, aumento de 19,3%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÓDIGO DE TRÂNSITO
Mudanças no código de trânsito brasileiro e suas implicações para motoristas
ESPORTE PELO MUNDO
Em fase artilheira no Cazaquistão, lateral Bryan, ex-Cruzeiro, valoriza presença e relacionamento
FOTO: Só Notícias / Luan Cordeiro / ASSESSORIA COPA AMÉRICA 2021 - NO BRASIL
COPA AMÉRICA: Confira as 06 Seleções que jogarão na Arena Pantanal
biden vacinas capa 696x487 SOLIDARIEDADE
Biden anuncia que vai mandar vacinas para o Brasil e outros países
FENÔMENO RARO
Junho tem Eclipse Solar, Lua de Morango e dia mais longo do ano
PROTESTOS PELO BRASIL
29M pelo fora Bolsonaro chegou a mais de 200 cidades e ganhou as redes sociais
ATENTADO AO PUDOR
Prostitutas exibem partes íntimas no meio da rua, moradores reclamam, Vídeos
NA BRONCA
Bolsonaro aciona STF contra decretos estaduais que impõem restrições para conter Covid-19
BARBÁRIE
Homem encontra partes do corpo do filho em rio
FENÔMENO RARO
Super Lua de Sangue e Eclipse total acontece nesta quarta