Menu
SADER_FULL
domingo, 26 de setembro de 2021
Busca
DOURADOS

Artuzi pede a Lula R$ 80 mi para Parque do Paragem

22 Fev 2010 - 05h15Por Assecom

Presidente pediu para o prefeito mostrar projeto a ele e à ministra Dilma Rousseff, em Brasília; parque vai da BR-163 até o terminal rodoviário

O prefeito Ari Artuzi pediu apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para construir uma das maiores e mais emblemáticas obras de Dourados: o Parque Linear do Córrego Paragem. O pedido foi feito durante encontro de Artuzi e Lula, sexta-feira, em Três Lagoas. O projeto está orçado em cerca de R$ 80 milhões de investimentos em duas etapas.

Artuzi conversou com Lula durante a inauguração da fábrica de celulose e papel da Fibria e da International Paper. O prefeito falou ao presidente sobre o projeto de construção do parque, que vai beneficiar uma área de pelo menos 6 km de extensão, em torno do Córrego Paragem.

O presidente foi receptivo à proposta do prefeito douradense e pediu para Artuzi apresentar os projetos a ele e à ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, em Brasília. Lula orientou o prefeito a procurar a assessoria do Palácio do Planalto para marcar a audiência. Artuzi vai pedir também ajuda aos integrantes da bancada federal que apoiam os projetos de Dourados na capital federal.

Na conversa, Lula e Artuzi evitaram discutir questões ligadas às eleições. O prefeito afirmou que é cedo para falar sobre alianças políticas e que o momento é de discutir os projetos de interesse da população de Dourados.

O parque

O Parque Linear do Córrego Paragem será dividido em duas etapas e prevê a urbanização e regularização fundiária da área que cerca o córrego da divisa com a BR-163, na região do Jardim Colibri, até o Parque Arnulpho Fioravante, nos fundos do terminal rodoviário de Dourados.

A primeira etapa inclui a construção de 320 apartamentos, divididos em 20 blocos, numa área do próprio parque, próxima à rodovia. Também inclui a construção de uma rua chamada “via parque”, ligando a BR-163 ao Arnulpho Fioravante.

Os apartamentos serão destinados a famílias que serão removidas das margens do próprio córrego e a moradores de outras áreas de fundos de vale da cidade.

Além dos apartamentos, a área residencial terá escola, posto de saúde, centro de educação infantil e área de lazer.

Também fazem parte da primeira etapa do projeto a pavimentação asfáltica e implantação de rede de esgoto e de drenagem nos fundos de todos os bairros que fazem divisa com a margem leste do córrego, entre eles o Jardim Canaã III, Parque dos Coqueiros, Izidro Pedroso e Nova Dourados.
A primeira etapa inclui também obras de melhorias no Parque Arnulpho Fioravante, com construção de uma nova pista de caminhada, sanitários, quadra de esportes, vestiários e nova iluminação.

Já a segunda etapa do projeto prevê a construção de 112 apartamentos e obras de asfalto, drenagem e esgoto e a construção de outra via parque na margem oeste do córrego, beneficiando moradores do Grande Água Boa.

Jorge Hamilton Torraca, engenheiro da Secretaria Municipal de Obras responsável pela elaboração dos estudos, disse que no início desta semana os dois projetos estarão prontos para serem apresentados ao presidente Lula.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESASTRE AÉREO
Diretor da UPA que sofreu acidente aéreo no Pantanal morre em hospital
COVID-19
Covid-19: Brasil tem 15,7 mil novos casos e 537 mortes em 24 horas
+ AUMENTO
Gasolina sobe pela 8ª semana seguida nos postos, aponta ANP
PAN AMERICANO JUNIOR
Atleta de MS carregará as cores do Brasil no vôlei de praia nos Jogos Pan-Americanos Júnior
LIÇÕES DA BÍBLIA
Prefácio de Deuteronômio
ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"