Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 17 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Artigo: Novo Código Florestal: uma vitória da sociedade brasileira!, por Vander Loubet

28 Mai 2011 - 11h10Por Vander Loubet

Novo Código Florestal: uma vitória da sociedade brasileira!

Vander Loubet* 

A Câmara dos Deputados aprovou em primeira votação as modificações que atualizam o Código Florestal Brasileiro. Foram 410 votos a favor do parecer do relator, 63 contra e uma abstenção. Uma vitória maiúscula da nossa sociedade, resultado legitimado por amplo e acirrado debate, cujas partes, tenho certeza, nutrem o mesmo objetivo, que é conciliar os interesses da produção e da sustentabilidade.

Após meses de negociações, com avanços e recuos, o processo foi coroado com um acordo de lideranças que resultou na votação da grande maioria dos deputados a favor da proposta construída no decorrer dos últimos dias. Fui a favor da proposta central, mas votei contra a Emenda 164, que propõe anistia aos desmatadores. O discutível benefício serve de estímulo aos proprietários e produtores sem compromisso com o desenvolvimento sustentável. Além disso, a faculdade dada aos estados de legislar em relação aos seus biomas pode permitir a interferência abusiva do poder econômico em prejuízo do interesse coletivo social e ambiental.

Tais possibilidades, contidas na Emenda 164, precisam ser neutralizadas, embora saibamos que hoje a parcela de proprietários e produtores que se nega a aderir ao pacto nacional pela sustentabilidade é uma minoria. Para se ter uma idéia, dos 60 mil produtores cadastrados em Mato Grosso do Sul, menos de 500 têm dívidas por desmatamentos irregulares. A emenda, portanto, beneficia a minoria que violou a lei e pune aqueles que cumpriram as normas vigentes. Por isso votei contrário a ela e assim vou me posicionar na segunda votação na Câmara Federal.

Entretanto, não se deve fazer da Emenda 164 a questão central do debate que se encaminha para o Senado e depois retorna à Câmara. A questão central é a aprovação do novo Código Florestal Brasileiro, o que moderniza a nossa legislação, permite a segurança jurídica necessária a todos os produtores – do grande ao micro – e fortalece a estrutura jurídico-institucional de segurança e preservação ambiental. É dessa forma que vamos construir um país mais justo, tendo um congresso e um governo que, com a legitimidade da democracia participativa, sejam eficientes no equilíbrio das diversas forças que compõem a sociedade.

Orgulho-me de ter participado ativamente da construção da proposta principal, na condição de membro representante do governo federal e de Mato Grosso do Sul na Câmara de Negociação das Mudanças do Código Florestal. Em nosso estado, participei de diversos debates com as instituições que representam as partes interessadas no tema, entre as quais a Acrissul e a Famasul, universidades e associações de classe, sempre procurando o debate livre e qualificado para dele extrair idéias e sugestões que pudessem fornecer matéria-prima para construir uma proposta consensuada. Para chegarmos ao entendimento principal na votação do Código, participei inclusive da organização da audiência pública que trouxe a Campo Grande o relator do novo Código, deputado Aldo Rebello (PCdoB-SP), e o líder do governo na Câmara Federal, deputado Cândido Vacarezza (PT-SP), para defender suas proposições e colher sugestões que enriqueceram o debate.

A votação do Código é um grande avanço nas melhorias legais da sociedade brasileira, estimulando a convivência harmoniosa e conceitual entre defesa da natureza e produção, o que é de interesse geral de toda a sociedade brasileira e um dos compromissos determinantes do governo da presidenta Dilma.

O Senado da República deverá fazer as correções necessárias ao novo Código, especialmente na Emenda 164, bem como criar instrumentos econômicos de incentivo à preservação das florestas. Dessa forma estaremos contribuindo efetivamente com o desenvolvimento justo e equilibrado do País, onde o nosso papel, como parlamentares, é defender o interesse público, assegurando nesse contexto o protagonismo e os direitos de todos os sociedade.

A população brasileira é a grande ganhadora com as importantes mudanças trazidas no novo Código Florestal.

*Deputado Federal (PT-MS) 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério
SEUS DIREITOS
Trabalhador afastado por Covid-19 tem direito a auxílio-doença do INSS
COM DESCONTOS
Veja as opções de pagamento do IPVA com desconto
CASA PRÓPRIA
Casa Verde e Amarela substitui Minha Casa Minha Vida com opção para renegociar dívidas e menos juros
FINALISTA LIBERTADORES
Santos atropela Boca Jr e terá o Palmeiras numa final Brasileira
TRAGÉDIA NA PONTE
Motorista morre após caminhão cair de ponte