Menu
SADER_FULL
sábado, 16 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Artesanato sul-mato-grossense encanta “Mãos de Minas”

23 Nov 2006 - 14h19

O artesanato de Mato Grosso do Sul é um dos destaques da XVII edição da Feira Nacional de Artesanato (“Mãos de Minas”), que acontecendo em Belo Horizonte (MG), desde terça-feira, dia 21, e segue até o dia 26. É a quarta vez que os artesãos do Estado participam da Feira – que é considerada a maior da América Latina.

 Segundo a gerente da Unidade de Comércio, Indústria e Serviços do Sebrae em Mato Grosso do Sul, Lissandra Daudt Baron, a instituição disponibilizou um estande na feira para que os artesãos do Estado filiados a Associação de Artesanato de Mato Grosso do Sul (Artems), Sindicato dos Artesãos (Sinart), Federação dos Artesãos (Feneart) e União dos Artesãos (Uneart) possam comercializar suas peças: “Esperamos que os nossos produtos repitam o mesmo sucesso obtido no ano passado, quando as peças foram um dos principais destaques do evento”.

A exposição dos sul-mato-grossenses conta com peças em cerâmica, sementes, fibras, chifre, madeira, osso, couro, tecelagem, entre outras, produzidas pelos núcleos de artesanato dos municípios de Bonito, Bodoquena, Caarapó, Campo Grande, Corumbá, Corguinho, Coxim, Dourados, Jardim, Nova Alvorada do Sul, Miranda, Pedro Gomes, Rio Brilhante, Rio Verde e Três Lagoas.

Artesanato

O Sebrae trabalha com o “Programa de Artesanato” desde 1998. Para levar o Programa para os municípios a Instituição conta com o apoio de parceiros como as prefeituras municipais, ONG’s, Sindicatos e Associações. Através dessas parcerias são realizados treinamentos com o objetivo de desenvolver núcleos produtivos através de cursos, fortalecendo assim o espírito empreendedor e gerando segurança nos pequenos negócios para que possam crescer.

 O trabalho tem mostrando resultados, cinco grupos produtivos do Estado estão entre os 100 melhores do Brasil e vão receber o Prêmio Top 100 de Artesanato. O Prêmio é uma iniciativa do Sebrae Nacional e tem por objetivo ampliar a visibilidade dos produtos artesanais e tornar a atividade ainda mais competitiva, e melhor preparada para o mercado nacional e internacional.

De acordo com Lissandra, o resultado pode ser creditado ao incentivo que os artesãos vêm obtendo através do Projeto de Artesanato, em que são incentivados a trabalhar com matérias-primas naturais e a se preocupar com o design das peças. “Isso vem sendo o diferencial dos produtos do Estado em relação aos outros nos eventos em que participamos”, comenta. Para chegar a esse resultado os artesãos participaram de várias oficinas e consultorias com designers especializados. Essas consultorias resultaram na criação de novas linhas de produtos, para atender segmentos de mercados diferenciados. “O Sebrae trabalha com os artesãos orientando na parte de produção, gestão e mercado. Apóia a comercialização dos produtos incentivando a participação em feiras, mostras e rodadas de negócios”.

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Ame o Senhor, seu Deus
BRASIL VERDE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
LIÇÕES DA BÍBLIA
Outras imagens
LIÇÕES DA BÍBLIA
Seu povo especial
REVOLTANTE
Vanessa, de 18 anos, é atropelada e morre após reagir a assédio
LIÇÕES DA BÍBLIA
O livro da aliança
PAVOROSO
Acumulador de lixo transforma rua de cidade modelo em paraíso das ratazanas
JOGOS MORTAIS
Escola envia carta aos pais alertando sobre a série 'round 6'
NAUFRÁGIO
Barco naufraga e duas pessoas desaparecem; buscas continuam nesta segunda (11)