Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 13 de abril de 2021
BANNER EMAGRECEDOR VICENTINA
Busca
Brasil

Argentina enfrenta Uruguai no clássico da nona rodada

9 Out 2004 - 08h35
 

O estádio Monumental de Nuñez será o palco da principal atração da nona rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2006. A partir de 14h (horário de Mato Grosso do Sul) deste sábado, a Argentina inicia nova fase sob o comando do treinador José Pekerman, substituto de Marcelo Bielsa, disputando o clássico do fim de semana. Vice-líder com 15 pontos, enfrenta o Uruguai, tradicional rival que está em sétimo somando dez e tenta entrar na zona de classificação.

A Argentina defende a segunda posição de olho em outras duas partidas da rodada. Se perder ou empatar, torce contra o Paraguai. O terceiro colocado, com 14 pontos, joga fora de casa contra a Colômbia, penúltima somando oito, às 18h10 em Barranquilla. Em caso de vitória sobre o Uruguai, espera por um tropeço improvável do Brasil, líder com 16, diante da Venezuela, sexta com dez, às 21h (de Brasília) em Maracaibo.

Nas duas partidas de domingo, não há candidatos à liderança, mas as posições na zona de classificação à Copa podem ser modificadas. Em quarto lugar com 12 pontos, o Chile fecha a rodada fora de casa contra o Equador, quinto com dez, às 17h em Quito. Lanterna somando seis, a Bolívia recebe em La Paz o Peru, antepenúltimo colocado com nove, às 16h.

A Argentina tem realmente uma nova cara para o primeiro jogo sob o comando de José Pekerman. Forçado a mexer na formação por suspensão, dos meias Mascherano, D'Alessandro e Kily Gonzalez e do atacante Tevez, o treinador escalou Cambiasso na cabeça-de-área, Riquelme na armação e Saviola e Crespo na frente.

O Uruguai também teve problemas para escalar seus titulares. O zagueiro e capitão Paolo Montero está lesionado e o atacante Recoba, suspenso. Por isso, o treinador Jorge Fossati põe Lembo na defesa e Dario Silva e Chevanton na frente, deixando Diego Forlan no banco de reservas.

O Paraguai joga pela primeira vez nas Eliminatórias sem o zagueiro Gamarra e o atacante Roque Santa Cruz. Motivada pela prata conquistada nos Jogos de Atenas, medalha olímpica inédita para o país, a seleção aposta em Manzur para a defesa e na dupla vice-campeã na Grécia formada por Bareiro e Cardozo.

A Colômbia é a próxima adversária do Brasil nas Eliminatórias, quarta-feira à noite em Maceió. Mesmo em casa, só escala um atacante: Angel, artilheiro do país no torneio classificatório com dois gols.


Globo On line

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas
EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore