Menu
SADER_FULL
domingo, 19 de setembro de 2021
Busca
MEIO AMBIENTE

Área ambiental vira “lixão público” no Água Boa

26 Jan 2010 - 07h00Por Dourados Agora

Área de preservação ambiental na rua Pureza Carneiro, no grande Água Boa, se tornou um dos 30 pontos de despezo ilegal de lixo em Dourados. No local dezenas de caroceiros depositam todo o tipo de lixo a céu aberto. A falta de colaboração é visível até durante as campanhas contra a dengue, já que a maioria dos materiais armazenam água.
No local, além de centenas de galhos espalhados no encosto do Parque Rego D´água, lixos domésticos,  como mobílias, restos de mecânica, sucatas e animais mortos são descartados com facilidade. O atrativo para este tipo de ilícito se tornou maior depois que o matagal tomou conta da região.
Uma moradora vizinha que não quis se identificar disse que há muito tempo não é feito a limpeza. A sujeira está inclusive invadindo as casas, que estão acerca de 50 metros da sujeira. A moradora reclama do mau cheiro que toma conta do local por conta dos animais mortos e da grande quantidade de mosquitos que invadem as residências.

GMA
Dados da Guarda Municipal Ambiental (GMA), apontam que Dourados tem 30 pontos de lixão clandestino. Para o geógrafo e comandante da Guarda, Divaldo Machado, o que falta é conscientização da população. "É inadmissível o depósito de lixo em local impróprio. O caminhão de coleta passa por todos os bairros da cidade e recolhe o material", afirma.
As denúncias já foram parar até no Ministério Público. Outras ações como intesificação das fiscalizações também estão previstas. “Estamos mapeando todos os locais de deposito de lixo para aumentar com rigor as fiscalizações. Os carroceiros flagrados serão multados”, disse.
A punição prevê multas que variam de R$ 55 a R$ 44 mil, dependendo da gravidade, segundo a lei 055 de 2002.

DENGUE
De janeiro a dezembro de 2009, a saúde pública do município notificou 1.202 casos suspeitos de dengue, sendo que 787 foram positivos. Este ano, só na primeira semana de janeiro foram feitas 49 notificações, sendo três casos positivos.
Conforme o último boletim divulgado pela Vigilância Epidemiológica, o surto se justifica porque são 26 bairros afetados com a dengue. Mas esse número deve crescer nos próximos dias. Os bairros com maior incidência de dengue ao longo de 2009 e inicio de 2010 é o Jardim Flórida, que notificou até agora 89 casos (12,4%); a Vila Rosa 78 (10,9%) , Vila Esperança 63 casos (8,8%); Jardim Água Boa 55 (7,7%); Vila Planalto 50 casos (7%); Vila Arapongas 47 casos (6,6%), Parque das Nações II 42 casos (5,9%). O restante ficou abaixo de 35 notificações.
De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde, enfermeira Eliza Hidalgo Moraes Pereira, a situação apresentada até o momento é preocupante à medida que a circulação do sorotipo 2 do vírus, onde um grande número de pessoas está suscetível à infecção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado