Menu
SADER_FULL
domingo, 20 de junho de 2021
Busca
Brasil

Arceno quer austeridade e mutirão em Glória de Dourados

6 Out 2009 - 18h00Por Demerval Nogueira / Fátima News

O prefeito Arceno Athas Júnior (PSB) reuniu-se com seu alto escalão e pediu mais seriedade nos gastos públicos em cada secretaria e departamento. Esclareceu sobre as dotações orçamentárias e falou sobre as rubricas do orçamento e comentou sobre o excesso de arrecadação dizendo que, “o Orçamento Municipal está no limite”. Explanou os gastos extras que, generalizadamente acontecem no cotidiano da administração, mencionando que eles afetam sobremaneira o OGM. Pediu mais austeridade com referências aos gastos exacerbados. “É preciso entender que nós precisamos de qualquer maneira fazer economia, custe o que custar!”

 

 

O prefeito foi taxativo alertando, “todos os secretários, assessores e diretores tem que traçar metas, porque os recursos são escassos e tem que ser priorizados absolutamente para o indispensável”. Arceno falou sobre o poder de arrecadação no município alertando ser insignificante, principalmente as tarifas de água consumida, que estão muito abaixo do preço. “É necessário que façamos um reajuste condizente com a realidade nas tarifas de água consumida pelos 3.100 consumidores”, e foi mais longe afirmando, “o Tribunal de Contas do Estado proíbe o município de ‘patrocinar’ o abastecimento de água, e do jeito que está não é ilegal, segundo interpretação do TCE”. O prefeito falou que tem levado diversos vereadores a vários municípios para averiguarem de perto os valores das tarifas e se conscientizarem da necessidade de reajustar as mesmas em Glória de Dourados.

 

 

O prefeito esclareceu ainda sobre as prioridades básicas a serem desenvolvidas tais como, o ‘Mutirão da Limpeza’ que será realizado na 2ª quinzena deste mês, de 15 a 30. Informou o prefeito que o regime de mutirão irá acontecer em todos os setores da administração municipal. Para a secretaria municipal de Saúde (SMS), limpeza generalizada em todos os setores abrangentes a área. Cabe a secretaria municipal de Infraestrutura (Seinfra) mapear a cidade e destacar dias para recolher entulhos. O prefeito salienta que, “fora do prazo estabelecido os que jogarem entulhos em logradouros públicos terão seus nomes enviados ao Ministério Público, para as devidas providências cabíveis”. As demais secretarias também participarão na colaboração das demais e também resolverem outros problemas do cotidiano administrativo. Os departamentos, escolas da Reme e outros, também terão que participar coletivamente deste regime de mutirão. Conforme o prefeito, a programação tem que ser impreterivelmente cumprida até o dia 30 de outubro, em todos os quadrantes da cidade e também nos conjuntos habitacionais, inclusive com limpeza do cemitério e pintura do muro. “Este trabalho tem que ser feito agora, porque a partir do mês de janeiro e fevereiro nós vamos priorizar a recuperação das escolas da Reme, porque elas necessitam de um reparo geral em todos os aspectos, para o ano letivo de 2.010”, dimensiona Athas afirmando ainda, “é um ano difícil, porém estamos superando e, muitas coisas foram feitas só não vê quem não quer”.

 

 

Durante a reunião que durou três horas no auditório do Defap, o prefeito Arceno Athas esclareceu também alguns aspectos relativos ao Mercado do Produtor, local que se realiza a Feira Livre. “A Prefeitura a partir de agora só vai arcar com as despesas do consumo de água do Mercado do Produtor, as demais, os feirantes e os locatários se responsabilizarão”. Finalizando o prefeito argumentou, “é preciso estabelecer um gerenciamento administrativo adequado e vamos providenciar um verdadeiro corte nas despesas de custeios”, prosseguindo estabeleceu ainda que, “no setor de saúde queremos ver a Maternidade da Mãe Pobre funcionando corretamente, porque todos os meses nós repassamos os recursos dos plantões médicos; caso o médico não esteja de plantão ou não quer atender, a família do paciente deve imediatamente procurar o Ministério Público para que tome as providências necessárias”, detalhou o prefeito deixando bem claro, “a Maternidade, que é mantida pelo Lions Clube recebe recursos da União, Estado e Município, então, eles também tem que promover algo que angarie recursos e não ficar somente com as benesses e o nome de mantenedor do hospital. Assim é fácil tocar uma instituição filantrópica utilizando somente recursos dos governos e não promover nada para melhorar a prestação de serviços à população”, conclui o prefeito.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América
FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade