Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 28 de novembro de 2021
Busca
GLÓRIA DE DOURADOS

Arceno anuncia mais de uma centena de casas para Glória de Dourados

15 Out 2009 - 15h33Por Demerval Nogueira / Fátima News

O prefeito de Glória de Glória de Dourados, Arceno Athas Júnior (PSB) anunciou a um grande número de famílias em reunião realizada no auditório da secretaria municipal de Desenvolvimento Sustentável (Seds), a construção de novas casas populares. Primeiramente o prefeito apresentou o engenheiro arquitetônico, Mário César Quevedo, credenciado junto a Caixa Econômica Federal (CEF), para explicar todos os aspectos relativos aos processos de construções e aquisições de casas populares. Após anunciar Quevedo, o prefeito destacou, “no momento, nossa administração está envolvida na construção de mais um conjunto habitacional localizado nas proximidades do conjunto Nova Glória, Vila Industrial, poente, sendo que, lá começaremos a construção de 30 unidades habitacionais através do Programa de Subsídio Habitacional – PSH; parcerias entre os governos federal, estadual e municipal”, disse Athas emendando ainda que, “em breve estaremos também envolvidos na construção de novas unidades através do Programa da Organização Não Governamental – Movimento de Luta Pela Moradia, que envolve recursos do governo federal”. Por intermédio deste programa deverão ser construídas cerca de 60 casas; mais 50 casas através do Programa Minha Casa, Minha Vida, além de 42 unidades que formará um condomínio fechado, que será localizado nas proximidades da Unidade da Uems local.

 

 

Ainda nesta primeira quinzena de outubro estarão disponíveis na secretaria municipal de Assistência Social e Cidadania (Sasc), os banners detalhando todos os projetos, onde os interessados poderão obter melhores informações e realizar seus cadastros para aquisição do imóvel. Mário César Quevedo explicou aos interessados em adquirir um imóvel residencial que, “somente depois da conclusão das 50 casas que serão oferecidas através do programa Minha Casa, Minha Vida é que a Caixa Econômica Federal disponibilizará de financiamento para novas moradias”, argumenta Quevedo salientando também, “este programa é baseado no associativismo, onde os representantes familiares que tem rendas equivalentes reúnem-se e elaboram os projetos habitacionais e dão entradas na Caixa Econômica Federal pleiteando aprovações, sendo aprovados, a disponibilidade financeira acontece mais rapidamente”. Com referências as 42 casas que formarão o condomínio residencial fechado, segundo informações do engenheiro credenciado pela CEF, o projeto já está pronto.

 

 

Foi mencionado também, que no ato do cadastramento e inscrição junto a Sasc, os pretendentes preencherão fichas onde especificam faixas de rendas e preferências das localizações dos imóveis no respectivo conjunto. Até o final do ano as obras serão iniciadas. Outro detalhe que ficou bem definido no transcurso da reunião foi sobre a comprovação de renda da unidade-família, ou seja, podem participar familiares que residem em uma mesma moradia e, a comprovação da renda pode ser do tipo informal, exemplificando, apenas uma declaração, neste caso, desobriga a apresentação de holerite. Quevedo disse que, “o pagamento do financiamento só começa a partir da entrega da chave da unidade residencial, que deverá ser entregue totalmente pronta”.

 

Leia Também

COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio
PÂNICO NO AEROPORTO
Vídeo mostra passageiros gritando e muito desespero em avião da Azul; veja
EMBOSCADA
Jovem morre após ser atingida por tiro na cabeça
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid -19 casos sobem para 22,043 milhões e mortes, para 613,3 mil
ESTUPRO DE VUNERALVEL
Menina de 11 anos conta para avô que é estuprada pelo padrasto
CRUELDADE
Justiça nega exame de insanidade a mulher que esquartejou filho
MANIACO SEXUAL
Homem é filmado passando a mão em mulher no meio da rua
+ AUMENTO
Conta de luz deve subir mais de 20% no ano que vem, estima ANEEL