Menu
ASSEMBLEIA DEZEMBRO 2021
sábado, 4 de dezembro de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Aprovado na 1ª votação o novo código tributário de Dourados

18 Dez 2009 - 14h47Por Mídia Max

 

A Câmara de Vereadores aprovou em 1º votação, a reforma no código tributário de Dourados. São várias emendas que regularizam a cobrança no município. O projeto de lei é polêmico. Na semana passada entidades chegaram a apontar vários itens, que segundo eles, prejudicavam a população. Elas pediam para que o projeto fosse votado em 2010.

Durante a sessão da Câmara hoje, os parlamentares analisaram e decidiram aprovar o projeto. Primeiro foi feita uma inversão de pauta para que todas as comissões pudessem avaliar o projeto e depois a suspensão por mais de 20 minutos. Os vereadores entenderam que não há falhas no projeto e que ele deve favorecer a população. A aprovação foi por unanimidade.

Na semana passada, o presidente do Sindicato dos Contabilistas de Dourados, Odacil da Costa Barbosa Junior, explicou ao Douradosagora que dos artigos avaliados, 12 deles apresentam medidas que oneram o contribuinte ou são inconstitucionais. Ao detectar essas falhas, o contabilista explica que os representantes das cinco entidades propuseram uma nova redação de alteração do projeto, com justificativas.

Um deles (artigo 161, item I) trata da prestação de contas das empresas construtoras, incorporadoras e imobiliárias, que segundo o projeto, deverá também fornecer informações à prefeitura. Na prática essas informações já são repassadas à Receita Federal. “O contribuinte já tem o ônus de prestar informações imobiliárias através do Dimob, assim como também aos cartórios”, disse o contador, que esclarece que a prefeitura deveria compartilhar informação com a Receita.

Assim como esse artigo vários outros merecem atenção especial, segundo as entidades, como é o caso das situações previstas para a abertura de empresa, bem como sobre a retenção na Fonte. A proposta das quatro entidades visavam adiar a votação do Código Tributário para 2010, ou pelo menos que os vereadores acatem as sugestões propostas na redação protocolada por eles na Câmara.

IPTU

A decisão de hoje não altera o valor pago pelo contribuinte ao Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), uma vez que o projeto foi retirado da pauta na semana passada, após forte pressão da sociedade, pelo prefeito Ari Artuzi . O projeto será amplamente discutido em 2010, antes de ser votado.

Leia Também

ABUSO DE AUTORIDADE
PM arrasta homem negro algemado em moto; "Como na escravidão", diz gravação
REVOLTANTE
Índia de 13 anos violentada pelo avô busca ajuda e acaba estuprada por 4 em unidade saúde
DOENTIO
Mulher descongela geladeira e encontra corpo de bebê escondido em sacola
PONTE BIOCEÂNICA
Ponte Bioceânica vai ganhar nova data de lançamento; Bolsonaro e Marito participam
AÇÕES DO GOVERNO MS
Com estados da região Sul, Azambuja quer integração ferroviária e união para redução de carbono
PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança
TRAGÉDIA NA LINHA DO TREM
vítima comemorou aniversário do marido um dia antes de morrer com a filha em acidente com trem
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio