Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 16 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Apreensões em bagagens alcançam 55,6 toneladas em 2010

24 Jan 2011 - 11h07Por Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Fiscais federais agropecuários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) apreenderam 55,6 toneladas de produtos irregulares em bagagens, em 2010. O número representa crescimento de 20,04%, em relação ao registrado em 2009, de 46,4 toneladas. O balanço foi realizado nos três aeroportos mais movimentados no país: Guarulhos (SP), que alcançou o primeiro lugar, com 41,3 toneladas apreendidas, seguido do Galeão (RJ), 7,5 toneladas, e Juscelino Kubitschek (Brasília), 6,8 toneladas.

“Vistoriarmos os produtos de origem animal e vegetal que possam colocar em risco a saúde humana e o agronegócio brasileiro e internacional. A média de peso por apreensão foi de 4,9 kg”, explica o coordenador-geral do Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), Marcos Valadão. Os materiais apreendidos como carnes, queijos, enlatados, plantas, sementes, terra, mel e medicamentos de uso proibido são encaminhados para destruição.

Segundo Valadão, a ação contribui para evitar a entrada no país de pragas como o besouro chinês da madeira. Também coíbe a ocorrência de cupins, fungos, bactérias e vírus que atacam plantas comerciais e nativas (eucalipto, soja e cana-de-açúcar). Na área animal, foi possível conter doenças como brucelose, tuberculose, peste suína e o mal da vaca louca.

Em Guarulhos, 6.596 passageiros tiveram bagagens apreendidas em 35.992 voos. No Rio de Janeiro, com 13.096 voos, foram vistoriadas 2.507 pessoas e, em Brasília, 2.195, em 1.096 voos.

Saiba Mais

Os produtos agropecuários que não podem ingressar no país sem prévia autorização do Vigiagro e/ou certificação sanitária são:

- Frutas e hortaliças frescas;
- Insetos, caracóis, bactérias e fungos;
- Flores, plantas ou partes delas;
- Bulbos, sementes, mudas e estacas;
- Animais de companhia (cães e gatos);
- Aves domésticas e silvestres;
- Espécies exóticas, peixes e pássaros ornamentais e abelhas;
- Carne de qualquer espécia animal, in natura ou industrializada (embutidos, presunto, salgados, enlatados);
- Leite e produtos lácteos;
- Produtos Apícolas (mel, cera, própolis);
- Ovos e derivados;
- Sêmen, embriões, produtos biológicos, veterinários (soro, vacinas);
- Alimentos para animais;
- Terras;
- Madeiras não tratadas;
- Agrotóxicos;
- Material biológico para pesquisa científica, entre outros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério
SEUS DIREITOS
Trabalhador afastado por Covid-19 tem direito a auxílio-doença do INSS
COM DESCONTOS
Veja as opções de pagamento do IPVA com desconto
CASA PRÓPRIA
Casa Verde e Amarela substitui Minha Casa Minha Vida com opção para renegociar dívidas e menos juros
FINALISTA LIBERTADORES
Santos atropela Boca Jr e terá o Palmeiras numa final Brasileira
TRAGÉDIA NA PONTE
Motorista morre após caminhão cair de ponte