Menu
SADER_FULL
quinta, 24 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Após cair 26%, inadimplência com cheque fica estável em MS

18 Out 2010 - 13h25Por Dourados News

Após cair 26% e atingir o segundo menor nível do ano, a devolução de cheques por falta de fundos em Mato Grosso do Sul permaneceu estável em setembro, segundo dados do Banco Central divulgados nesta sexta-feira, o que na avaliação da Fecomercio-MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul), é um bom sinal.

“As pessoas estão se preparando para as compras do final deste ano e começo do próximo”, acredita o presidente da Fecomercio/MS, Edison Ferreira de Araújo.

Segundo informações do Banco Central, em setembro deste ano foram devolvidos 76,5 mil cheques por falta de fundos no Estado, contra 76,6 mil em agosto. O valor destes cheques, somados, permaneceu o mesmo de um mês para outro, R$ 113,4 milhões. Importante ressaltar que a estabilização ocorreu mesmo diante de aumento de 1% no montante negociado com cheques no Estado.

O assessor econômico da Fecomercio/MS, Thales de Souza Campos, afirma que os dados refletem todo o contexto econômico vivido pelo Estado. “Estamos em um bom momento, o nível de empregos formais é elevado, as pessoas estão saldando seus compromissos ou pelo menos já mostram essa intenção, para firmar novos compromissos, com presentes, festas e viagens de fim de ano”, avalia.

Os dados do Banco Central confirmam o que já mostrava a pesquisa da CNC (Confederação Nacional do Comércio) referente ao mês de setembro, que os consumidores sul-mato-grossenses estão menos endividados. O comércio de Mato Grosso do Sul vive um bom momento, registrando mês a mês índices de vendas superiores à média nacional. No acumulado de janeiro a agosto deste ano o aumento nas vendas foi de 15% em Mato Grosso do Sul e 11,3% no País, de acordo com a PMC (Pesquisa Mensal do Comércio) divulgada esta semana pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso
Na Pandemia, filas são imensas na CEF de Fátima do Sul-MS AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera hoje saques do auxílio emergencial para mais 3,6 milhões