Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 2 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Após 12 semanas, Ralf Schumacher volta a correr

14 Set 2004 - 09h34
O alemão Ralf Schumacher voltou nesta terça-feira a pilotar um carro de F-1, o que não fazia desde junho, quando sofreu um acidente no GP dos Estados Unidos, em Indianápolis.

Ralf, que testou a Williams/BMW no circuito de Silverstone, na Inglaterra, disse não ter sentido dores. "Eu não sinto mais dores, foi tudo bem. Quero retornar para a corrida em Xangai".

Segundo a escuderia, o piloto (que perdeu seis etapas da atual temporada) deverá participar normalmente das últimas três provas do ano, na China, no Japão e no Brasil.

Ralf foi considerado apto pelos médicos antes da prova de Monza, mas foi impedido de dirigir porque sua seguradora insistiu em vê-lo fora por todo o tempo de recuperação, de 12 semanas.

Na próxima temporada, Schumacher muda de equipe. Ele já assinou contrato com a escudera japonesa Toyota.

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - NOSSOS ANJOS DA GUARDA
Guerreiros de Fátima do Sul fazem semana de prevenção contra incêndio, hoje é dia do BOMBEIRO
BRASIL 60 MIL MORTES
Brasil tem 1.456.969 casos de Covid-19, aponta consórcio de veículos da imprensa em boletim das 8h
ELEIÇÕES 2020
Câmara dos Deputados aprova em primeiro turno adiamento das eleições municipais de 2020
100 INTERMEDIÁRIO
Venda direta de etanol das usinas para postos pode aumentar concorrência, diz Bolsonaro
CICLONE BOMBA NO BRASIL
CICLONE BOMBA: Sobe para 10 o número de mortos no Sul do país, VEJA OS ESTRAGOS
FURIA DA NATUREZA
Ao menos nove pessoas morreram devido a ciclone que atingiu Região Sul
NOTÍCIA BOA - BORA COMPARTILHAR
Teste de vacina de COVID-19 funciona e Pfizer pode produzir 1 bi de doses
FÁTIMA DO SUL - INAUGURADO
Fátima do Sul é a escolhida para a 4ª Unidade do Posto Alvorada que comemora 20 anos de sucesso
COVID-19
Brasil tem 1.409.693 casos de Covid-19, aponta consórcio de veículos da imprensa em boletim das 8h
TORMENTA
Tempestade e ventos fortes causam destruição em cidade: “Parece filme de terror”