Menu
SADER_FULL
sexta, 21 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Apex-Brasil vai preparar empresas para comércio exterior

5 Fev 2010 - 14h24Por Dourados Agora

 
A inauguração da unidade de atendimento nesta segunda-feira às 7h30 oferecerá uma série de serviços voltados ao incremento das exportações de Mato Grosso do Sul

Mato Grosso do Sul é mais um Estado a receber uma Unidade de Atendimento da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para eliminar um dos principais entraves à exportação de produtos e serviços: a falta de informação. Com apoio da CNI e da Fiems, por meio do CIN (Centro Internacional de Negócios), o projeto de aproximar o empresário sul-mato-grossense dos serviços oferecidos para fomentar as exportações será lançado às 7h30 desta segunda-feira (08/02) no 6º andar do Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande, pelo presidente da Fiems, Sérgio Longen, e pelo gerente-geral de negócios Apex-Brasil, Sérgio Costa.

 

Atualmente, o Estado tem 39 empresas ligadas aos projetos desenvolvidos pela Apex-Brasil e, desse total, 22 são exportadoras que, no ano passado, foram responsáveis por vendas externas de R$ 1,098  bilhão, o que equivale a  61,51% do total exportado por Mato Grosso do Sul de janeiro a outubro de 2009 (R$ 1,785 bilhão). As carnes desossadas de bovino são o principal produto de exportação, fechando, de janeiro a dezembro de 2009, US$ 326,925 milhões em negócios com outros países, o que equivale a 18,31% das vendas externas sul-mato-grossenses.

 

Em seguida aparecem grãos de soja (US$ 311,151 milhões ou 17,43% do total exportado), bagaços e outros resíduos sólidos da extração de óleo (US$ 184,018 milhões e 10,31%), pedaços e miudezas comestíveis de galos e galinhas (US$ 169,107 milhões e 9,47%) e açúcar de cana em estado bruto (US$ 154,596 milhões e 8,66%). Os principais destinos dos produtos sul-mato-grossenses em 2009 foram China (US$ 289,746 milhões), Rússia (US$ 186,628 milhões), Hong Kong (US$ 104,894 milhões), Argentina (US$ 102,544 milhões), França (US$ 96,712 milhões), Holanda (US$ 96,957 milhões), Arábia Saudita (US$ 80,559 milhões), Irã (US$ 79,298 milhões), Índia (US$ 54,350 milhões) e Bolívia (US$ 53,788 milhões).  

 

Além de Mato Grosso do Sul, outros sete Estados já contam com unidades de atendimento da Apex-Brasil funcionando - São Paulo, Ceará, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Goiás, Paraná e Santa Catarina -, enquanto nas próximas semanas devem ser abertos pontos de atendimento em Pernambuco e no Amazonas. “Nossa estratégia é estar perto da indústria. Levamos em conta as necessidades descritas pelo CIN de Mato Grosso do Sul e faremos um trabalho complementar, levando em conta também os mercados prioritários para 2010, apontados pelo serviço de inteligência comercial da Apex-Brasil”, explicou Sérgio Costa.

 

Além de apoiar as exportações sul-mato-grossenses dos setores de alimentos (carnes e grãos), principais carros-chefes das vendas externas do Estado, a expectativa é que a unidade de atendimento ajude a incrementar a comercialização de produtos de maior valor agregado. Todas as unidades estão instaladas nas Federações de Indústria dos Estados e os empresários que forem ao local terão acesso a informações técnicas e objetivas sobre oportunidades de negócios, como participar de projetos conjuntos da CNI e Apex-Brasil e acesso a dados de pesquisas e prospecções de mercados, entre outros tópicos. “O objetivo das Unidades de Atendimento é aproximar as empresas nacionais do comércio exterior. Seja ela uma empresa não-exportadora ou uma exportadora em fase inicial”, explica Alessandro Teixeira, presidente da Apex-Brasil.

 

Serviço – Mais informações sobre as ações desenvolvidas pela unidade de atendimento da Apex-Brasil no Edifício Casa da Indústria podem ser obtidas pelo telefone (67) 3389-9120

 

Leia Também

ALARMANTE
Brasil bate recorde de casos diários de covid-19 com 204,8 mil
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab ainda tem 916 vagas para indígenas trabalharem nas lavouras de maçãs em SC e RS
BAIXA RENDA
Auxílio Gás: governo libera o pagamento no valor de R$ 52
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem um aumento e registra 351 mortes em 24 horas
OMICRON
Brasil dobra contágio nas 24h e registra 74,1 mil novos casos de covid-19 e 121 mortes
LIÇÕES DA BIBLIA
Carne e Sangue como nós
ABUSO SEXUAL
Meninas escutam mãe contando de abuso sexual e fazem relato chocante sobre tio-avô
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Jovem morre após ser atingido por avião agrícola pilotado pelo pai
TEMPORAL - VIDEO
Forte chuva derruba árvores e deixa 23 mil pessoas sem energia