Menu
SADER_FULL
quinta, 24 de junho de 2021
Busca
Brasil

Anvisa recomenda manutenção do uso da vacina contra rotavírus

25 Mar 2010 - 16h00Por Anvisa
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a manutenção do uso da Vacina Oral Rotavirus Humano (VORH), da marca Rotarix®, produzida pela empresa Glaxo SmithKline (GSK).

A medida está de acordo com a orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), adotada também pela Agencia Européia de Medicamentos (EMA), por considerar que os benefícios produzidos pela vacina são maiores que a sua interrupção, mesmo que temporária. Diante dessa recomendação, nenhuma alteração no processo de vacinação deve ser adotada.

Na última segunda-feira (22), o FDA (Food and Drugs Administration), órgão de saúde do Governo dos Estados Unidos (EUA), publicou informação sobre a identificação de fragmentos de DNA do Circovirus Suíno 1 (CS1) em dois lotes da vacina Rotarix®, em um estudo realizado naquele país.

 Diante disso, o FDA recomendou a suspensão temporária do uso dessa vacina no território americano. Os Circovirus são vírus DNA conhecidos por infectar aves e suínos. No entanto, eles não estão associados a qualquer doença animal ou humana descrita.

Em 2006, a Vacina Oral Rotavirus Humano foi incorporada ao Calendário Vacinal da Criança, por meio da Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde (CGPNI/MS). Até 2009 foram aplicadas aproximadamente 18 milhões de doses da vacina.

Segundo os dados da vigilância de eventos adversos pós-vacinação do Ministério da Saúde, não há nenhuma reação adversa grave que indique a suspensão do uso da vacina, o que reforça a segurança do produto.

As gastroenterites representam um dos mais expressivos problemas de saúde pública em todo o mundo, particularmente nos países subdesenvolvidos e em desenvolvimento, onde se constituem em uma das principais causas de morbidade e mortalidade infantis.

Os rotavirus, particularmente, são considerados os mais importantes agentes de diarréia grave na infância, em todo o mundo.

A descontinuidade do uso da vacina oral rotavirus humano poderá, por ano, colocar em risco de infecção de doenças diarréicas agudas cerca de dois milhões de crianças abaixo de quatro anos de idade.

A SVS, em conjunto com a Anvisa, continuará monitorando a utilização da vacina e manterá a sociedade informada sobre a sua segurança.

Os casos observados de eventos adversos pós-vacinação com a vacina Rotarix® deverão ser notificados para os programas municipais e estaduais de imunização.

Deixe seu Comentário

Leia Também

assis (2) VEJA VÍDEO
Antes de morrer, vítima gravou áudio relatando que esposa e dois homens teriam realizado crime
CRIME PASSIONAL
Contadora é morta pelo ex-marido, que comete suicídio em seguida
100 PERDÃO
Mulher trai marido, não é perdoada e coloca fogo no próprio corpo como forma de se punir
TRAGÉDIA NO CAMPO
Pulverizador passa por cima da cabeça de agrônoma em fazenda
COPA AMÉRICA
Brasil leva gol antológico, mas vira sobre a Colômbia e se classifica em 1º lugar
APOSTAS NO BRASIL
É legal apostar em esportes no Brasil?
CRIME BRUTAL
Mulher é encontrada morta com rosas, uma aliança nas mãos e frase cruel escrita na testa
TRAGEDIA
Casal é encontrado morto no banheiro com o chuveiro ligado
VEJA VÍDEO
Servidora não deixa lençol sujar com sangue de bandido e viraliza na internet
LUTO NA TV
Apresentador do Balanço Geral morre vítima da covid