Menu
SADER_FULL
quinta, 11 de agosto de 2022
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Anvisa recomenda manutenção do uso da vacina contra rotavírus

25 Mar 2010 - 16h00Por Anvisa
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a manutenção do uso da Vacina Oral Rotavirus Humano (VORH), da marca Rotarix®, produzida pela empresa Glaxo SmithKline (GSK).

A medida está de acordo com a orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), adotada também pela Agencia Européia de Medicamentos (EMA), por considerar que os benefícios produzidos pela vacina são maiores que a sua interrupção, mesmo que temporária. Diante dessa recomendação, nenhuma alteração no processo de vacinação deve ser adotada.

Na última segunda-feira (22), o FDA (Food and Drugs Administration), órgão de saúde do Governo dos Estados Unidos (EUA), publicou informação sobre a identificação de fragmentos de DNA do Circovirus Suíno 1 (CS1) em dois lotes da vacina Rotarix®, em um estudo realizado naquele país.

 Diante disso, o FDA recomendou a suspensão temporária do uso dessa vacina no território americano. Os Circovirus são vírus DNA conhecidos por infectar aves e suínos. No entanto, eles não estão associados a qualquer doença animal ou humana descrita.

Em 2006, a Vacina Oral Rotavirus Humano foi incorporada ao Calendário Vacinal da Criança, por meio da Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde (CGPNI/MS). Até 2009 foram aplicadas aproximadamente 18 milhões de doses da vacina.

Segundo os dados da vigilância de eventos adversos pós-vacinação do Ministério da Saúde, não há nenhuma reação adversa grave que indique a suspensão do uso da vacina, o que reforça a segurança do produto.

As gastroenterites representam um dos mais expressivos problemas de saúde pública em todo o mundo, particularmente nos países subdesenvolvidos e em desenvolvimento, onde se constituem em uma das principais causas de morbidade e mortalidade infantis.

Os rotavirus, particularmente, são considerados os mais importantes agentes de diarréia grave na infância, em todo o mundo.

A descontinuidade do uso da vacina oral rotavirus humano poderá, por ano, colocar em risco de infecção de doenças diarréicas agudas cerca de dois milhões de crianças abaixo de quatro anos de idade.

A SVS, em conjunto com a Anvisa, continuará monitorando a utilização da vacina e manterá a sociedade informada sobre a sua segurança.

Os casos observados de eventos adversos pós-vacinação com a vacina Rotarix® deverão ser notificados para os programas municipais e estaduais de imunização.

Leia Também

NOITE DE TERROR
Moradores relatam medo vivido em confronto com oito mortos
ACIDENTE DE TRABALHO FATAL
Trabalhador morre soterrado ao fazer limpeza em silo de grãos
AGRESSÃO NA ESCOLA
Mulher invade escola e espanca aluna a pauladas
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil ultrapassa o número de 680 mil mortos pela doença
AUXÍLIO BRASIL AUXILIO POPULAÇÃO
Auxílio Brasil de R$ 600 e vale-gás saem hoje para mais um grupo
BRASIL + POBRE
Estudo mostra alta da pobreza em regiões metropolitanas
ESTERILIZAÇÃO
Senado aprova redução da idade mínima para realização de laqueadura
ASSUSTADOR
VÍDEO: Tromba d´água é registrada no Litoral e assusta moradores
TEMPESTADE
Temporal derruba teto de UTI covid em hospital e pacientes são transferidos às pressas
COVID NO BRASIL
Brasil registra 365 mortes e 30,2 mil casos de covid-19 em 24 horas