Menu
SADER_FULL
quarta, 12 de maio de 2021
Busca
Brasil

André Puccinelli injetou mais recursos que o previsto no PAC

27 Ago 2010 - 12h49Por Fátima News

Quando André Puccinelli assumiu o Governo, em 2007, o Mato Grosso do Sul era um dos únicos estados não incluídos no Programa de Aceleração e Crescimento – PAC do Governo do Federal, o programa que é o “xodó” do Presidente Lula e que alavanca a candidatura de Dilma Rousseff à Presidência da República. “Não havia nenhum projeto neste sentido. Incluir o Estado neste programa foi nosso primeiro e grande desafio. Tivemos que sensibilizar o presidente Lula por meio de projetos bem elaborados”, lembrou o governador esta semana, em seu programa de TV, diante do surgimento de tantos “pais” para as obras que estão sendo implantadas no Estado. Seis meses após assumir o governo André conseguiu “arrancar” R$ 345 milhões em obras para o Estado.

 

Inicialmente foram beneficiados os municípios de Campo Grande, Dourados e Corumbá, com projetos nas áreas de saneamento básico e habitação. Em seguida, a equipe do governador apresentou projetos incluindo a maioria dos municípios do Estado, beneficiando mais de 700 mil pessoas, atendendo inclusive as comunidades residentes nas aldeias e quilombolas. “Fizemos a nossa parte, aplicamos corretamente os recursos federais e a contrapartida do Governo do Estado. Com bons projetos mostramos que o trabalho e competência falaram mais alto que as diferenças políticas”, lembrou o governador.

 

No dia 31 de julho de 2007, o presidente Luis Inácio Lula da Silva visitou Campo Grande para formalizar adesão do Mato Grosso do Sul ao programa, coroando assim o esforço de André Puccinelli, reconhecido pelo próprio Lula, também no programa de TV do horário eleitoral.  “Puccinelli conquistou a independência política há muito tempo. O que nós precisamos entre nós é uma relação política com “P” maiúsculo, e ele sabe defender os interesses do Estado como está fazendo aqui”, afirmou o presidente Lula naquela ocasião, em reconhecimento ao trabalho do governador.

 

Corumbá

 

Em muitas obras iniciadas com recursos do PAC, o governador decidiu investir muito mais do que era previsto na contrapartida do Estado, superando o recursos do Governo Federal. Foi o caso do município de Corumbá. Os projetos executados na área de saneamento básico somam R$ 88,5 milhões em redes de água e esgoto, sendo R$ 43,5 milhões do PAC e R$ 45 milhões do Governo do Estado. Situada no coração do Pantanal, visitada por milhares de turistas estrangeiros, a cidade vinha sendo degradada devido à falta de uma política de preservação do meio ambiente, com o esgoto sendo despejado a céu aberto, poluindo o Rio Paraguai, um dos mais piscosos do Brasil.

 

Preocupado com o ecossistema da bacia pantaneira e com a saúde do corumbaense, o governador André Puccinelli , com este reforço de investimentos, está garantindo a  maior obra pública da história da cidade, que possui 231 anos, garantindo uma vida saudável para seus habitantes e gerando milhares de empregos. Até o final do ano, o município - que estava totalmente desprotegido com relação ao esgoto produzido na cidade, poluindo o Rio Paraguai - passará a contar com 263 quilômetros de rede de esgoto, o que representa 80% de cobertura do território da área urbana.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul