Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 19 de setembro de 2021
Busca
Brasil

André confirma apoio a José Serra para presidente

3 Fev 2010 - 10h58Por Mídia Max

O governador André Puccinelli (PMDB) confirmou que seu palanque estará à disposição do virtual candidato tucano à Presidência da República, o governador de São Paulo José Serra. A confirmação veio de forma indireta. André foi questionado “novamente” pelos repórteres, hoje pela manhã, sobre qual candidatura apoiaria: do PT ou do PSDB. A resposta foi clara: “Olhem o mapa político divulgado ontem na Folha”.

Na edição de ontem, o jornal Folha de São Paulo publicou matéria sobre os apoios da pré-candidata do PT, Dilma Rousseff, e do PSDB, José Serra, nos estados. O palanque de André Puccinelli fica com Serra, afirma a matéria. “No que concerne a Mato Grosso do Sul, está correta a matéria”, avalizou o governador.

O apoio a Serra vem uma semana depois de André ter sinalizado que somaria com a pré-candidatura do governador do Paraná, Roberto Requião, do PMDB. O projeto de Requião se contrapõe à pretensão da cúpula nacional do partido, que quer fechar coligação com o PT para indicar o candidato a vice de Dilma Rousseff.

Após vários desencontros, André e Requião se encontraram na sexta-feira (29/01), durante a inauguração da nova sede do PMDB regional. À imprensa André foi categórico que estava apoiando o projeto de candidatura própria do PMDB, porém deixou claro que, se a iniciativa não vingar, teria autonomia para fechar com outra candidatura.

Com a definição de André, cessa definitivamente as especulações sobre a possibilidade de Dilma ter dois palanques em Mato Grosso do Sul: um de Zeca do PT e outro de André, do PMDB. Essa era a vontade da cúpula do partido. Onde não haveria aliança entre PT e PMDB, o palanque peemedebista seria destinado ao candidato a vice-presidente.

Nelsinho

Permanece, entretanto, a dúvida sobre a formalização do apoio do prefeito Nelsinho Trad à Dilma Rousseff. O prefeito tem sinalizado nessa direção, mas não há nada fechado. Nem o PT regional se mostra empolgado com a proposta. Isso porque, em 2014, Nelsinho deve concorrer ao governo do Estado, enquanto o projeto petista é levar o senador Delcídio do Amaral ao cargo.

Um engajamento de Nelsinho na campanha de Dilma, se não chega a interferir no cenário de 2014, pelo menos joga água fria na disputa que já começa a ganhar esboços. Em seu twitter, o senador Delcídio tem aberto espaço para espinafrar as falhas da administração municipal. A resposta veio pelo mesmo canal. Nelsinho disse que há problemas na cidade, sem, mas ele está aqui, tentando resolver, “enquanto os ‘fagundes’ estão na praia”.

De qualquer forma, não há nada oficial sobre o possível engajamento de Nelsinho na campanha de Dilma. Parece se tratar de uma “relação institucional”, visando facilitar o trâmite de pleitos da cidade nos órgãos federais. Ao menos o governador André Puccinelli garante que, até o momento, Nelsinho não tratou do assunto com ele. “Não disse uma palavra”, assegurou André.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado