Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 11 de abril de 2021
Busca
Brasil

Ana Paula e Sandra vencem e vão às quartas

20 Ago 2004 - 15h45
Ana Paula e Sandra se tornaram as primeiras brasileiras a se classificar para as quartas-de-final do torneio olímpico de vôlei de praia. A dupla venceu nesta sexta-feira as gregas Sfyri e Karadassiou por 2 sets a 0, com parciais de 21-16 e 21-19.

Agora as brasileiras aguardam as adversárias da próxima fase, que podem ser as compatriotas Adriana Behar e Shelda, caso elas vençam seu jogo das oitavas, neste sábado, contra as búlgaras Yanchulova e Yanchulova.

A partida pelas quartas-de-final em Atenas acontece no domingo.

Ana Paula e Sandra vinham de derrota -a única sofrida até aqui- para as alemãs Lahme e Müsch, nesta quinta, na última rodada da fase de classificação. O resultado, apesar de não comprometer a classificação da dupla para as oitavas, fez com que elas terminassem em segundo no grupo C e por isso a possibilidade de uma final brasileira não existe mais.

Sandra vem mantendo o bom retrospecto em Olimpíadas. Ela nunca perdeu nas oitavas-de-final. Em Atlanta-1996, chegou à decisão, contra as brasileiras Adriana e Mônica, e conquistou o ouro, ao lado de Jacqueline. Em Sydney-2000, desta vez com Adriana, foi derrotada nas semifinais e venceu a disputa pelo bronze.

Para Ana Paula, esta é a estréia em Olimpíadas no vôlei de praia. A "musa" coleciona duas medalhas nos Jogos, de bronze, mas ambas obtidas na quadra, em 1996 e 2000.

O jogo
Sfyri e Karadassiou tiveram a mesma campanha das brasileiras na primeira fase, com uma vitória e uma derrota -para a forte dupla australiana formada pela campeã de Sydney Pottharst e sua parceira Locohowicz.

Mas as gregas não deram trabalho Ana Paula e Sandra no primeiro set. As brasileiras conseguiram fazer surtir o saque forçado, prejudicando a armação das jogadas adversárias, o que facilitou a defesa do Brasil. Ana Paula foi destaque com dois pontos de saque e dois de bloqueio. O set foi fechado em largada de Sandra.

As brasileiras tomaram um susto no começo do segundo set, única oportunidade em que ficaram atrás do placar. Um erro no saque grego e um contra-ataque finalizado por Sandra puseram as duplas em igualdade (9 a 9). O equilíbrio seguiu até o Brasil abrir três pontos. O saque forte de Ana Paula voltou a surtir efeito, complicando a recepção grega e permitindo três contra-ataques seguidos das brasileiras.

Sfyri e Karadassiou buscaram um novo empate e o conseguiram num erro de ataque brasileiro. A vantagem voltou no saque de Ana Paula, que complicou a recepção adversária e permitiu o contra-ataque. O Brasil não soube administrar: o ataque de Ana Paula, que poderia resultar no "ponto do jogo", foi defendido e as gregas conseguiram aproveitar o contra-ataque, encostando no placar em 19 a 18.

Ana Paula e Sandra pediram tempo e, de volta à quadra, Ana Paula deu uma largadinha para o match point. Sandra encerrou a partida encobrindo o bloqueio grego.

 
 
UOL

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo
CRISE NA PANDEMIA
Número de brasileiros que vivem na pobreza quase triplicou em seis meses, diz FGV