Menu
SADER_FULL
domingo, 13 de junho de 2021
Busca
EDUCAÇÃO

Aluno só poderá optar por três cursos no Enem

9 Out 2009 - 07h23Por Folha Online

Os candidatos a vagas em instituições públicas que serão selecionados apenas pelo Enem deverão ter três opções de curso, e não mais cinco.

A mudança deverá ser feita por causa do vazamento da prova do Enem na semana passada, que foi cancelada e remarcada para 5 e 6 de dezembro. As opções serão reduzidas para acelerar o processo de seleção dos alunos, segundo o MEC.

A secretária de Educação Superior do MEC, Maria Paula Dallari Bucci, espera que a maior parte das vagas seja preenchida já na primeira escolha. Ainda de acordo com ela, o atraso na realização da prova não deverá comprometer o início do ano letivo -o resultado dos exames, segundo ela, sairá até o dia 5 de fevereiro e a matrícula, no final do mês.

Estão em jogo nesse sistema cerca de 45 mil vagas para universidades e institutos tecnológicos federais, além da Uenf (Universidade Estadual do Norte Fluminense) e da escola de formação do IBGE.

Ao começar a reformulação do Enem, no primeiro semestre, o MEC havia projetado um sistema pelo qual o aluno pudesse se candidatar a até cinco cursos de cinco universidades diferentes no ato da inscrição.

Posteriormente, o ministério decidiu mudar o sistema. O aluno, ao se inscrever, optaria por apenas um curso. Se não fosse selecionado, se inscreveria de novo, processo que ocorreria até cinco vezes.

Notas

Diferentemente dos anos anteriores, em que a nota das questões de múltipla escolha saía antes da média da redação, desta vez o ministério afirma que vai contratar mais corretores para que a nota da redação saia ao mesmo tempo.

No caso do Prouni, programa de bolsas que também utiliza o Enem para selecionar os beneficiados, o MEC estuda mudar o procedimento de matrícula para evitar que o ano letivo atrase. Hoje, antes de começar a frequentar a instituição, o aluno precisa demonstrar que cumpre os requisitos, como o teto de renda familiar de até três salários mínimos. Para os cursos que começam em 2010, o MEC estuda exigir apenas uma declaração do estudante afirmando que se encaixa nos critérios, para só depois ter de comprovar a sua condição.

Taxa

O Ministério da Educação promete devolver o valor da taxa de inscrição, de R$ 35, para quem desistiu do exame devido ao adiamento. Para isso, o candidato deve enviar uma carta para SRTVS quadra 701, bloco M, Edifício Sede do Inep, Brasília DF, CEP 70340-909.

Segundo o ministério, a data e a forma de devolução do dinheiro só serão divulgadas depois do exame.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÓDIGO DE TRÂNSITO
Mudanças no código de trânsito brasileiro e suas implicações para motoristas
ESPORTE PELO MUNDO
Em fase artilheira no Cazaquistão, lateral Bryan, ex-Cruzeiro, valoriza presença e relacionamento
FOTO: Só Notícias / Luan Cordeiro / ASSESSORIA COPA AMÉRICA 2021 - NO BRASIL
COPA AMÉRICA: Confira as 06 Seleções que jogarão na Arena Pantanal
biden vacinas capa 696x487 SOLIDARIEDADE
Biden anuncia que vai mandar vacinas para o Brasil e outros países
FENÔMENO RARO
Junho tem Eclipse Solar, Lua de Morango e dia mais longo do ano
PROTESTOS PELO BRASIL
29M pelo fora Bolsonaro chegou a mais de 200 cidades e ganhou as redes sociais
ATENTADO AO PUDOR
Prostitutas exibem partes íntimas no meio da rua, moradores reclamam, Vídeos
NA BRONCA
Bolsonaro aciona STF contra decretos estaduais que impõem restrições para conter Covid-19
BARBÁRIE
Homem encontra partes do corpo do filho em rio
FENÔMENO RARO
Super Lua de Sangue e Eclipse total acontece nesta quarta