Menu
SADER_FULL
terça, 31 de março de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
POLONIO IMÓVEIS
Brasil

Aluno com "bens de luxo" tem desempenho melhor no Enem

13 Jul 2004 - 11h04
Os alunos que vivem em famílias com bens associados ao poder socioeconômico, como TV, computador, acesso à internet, carro e telefone tiveram desempenho melhor no Enem 2003 (Exame Nacional do Ensino Médio).

De acordo com o Inep (instituto de pesquisas do Ministério da Educação), que aplicou o exame, estudantes que declararam ter esses itens tiveram 22 pontos a mais (63 a 41), em média, na prova objetiva do que aqueles desprovidos ou com pouco acesso a esses artigos. A escala vai de zero a 100.

Outro fator verificado relacionado à renda foi o desempenho dos alunos que freqüentaram cursos de língua estrangeira, informática e pré-vestibular. Esses estudantes obtiveram 17 pontos acima (62 a 45), em média, em relação àqueles que tiveram pouca ou nenhuma oportunidade de fazer esses cursos.

Para chegar a essas conclusões, o Inep cruzou os resultados do Enem com as respostas dos participantes ao questionário socioeconômico do Exame. As informações, produzidas pela primeira vez, constam no relatório encaminhado a todas as escolas de ensino médio.

A média geral na prova objetiva foi 49,5 pontos. Fizeram o exame 1,3 milhão de estudantes do último ano do ensino médio. Atualmente, a prova é opcional, mas o Ministério da Educação quer tornar-la obrigatória.

Outros fatores

O levantamento mostra também uma diferença de sete pontos na média entre os alunos que lêem, com freqüência, jornais, revistas e livros e aqueles que não o fazem (53 a 46).

Os aspectos da escola também pesam na pontuação. A média dos participantes que declararam estudar em estabelecimentos com melhor infra-estrutura foi de 55, contra 48 dos que avaliaram mal a sua escola.

Outro fator identificado pelo Inep, que reflete no desempenho na prova, é o interesse do participante por assuntos da atualidade. A média de quem tem menos interesse por política nacional e internacional, da economia e com os que envolvem as questões sociais e ambientais foi de 46; de quem tem mais, 55.
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

NO LIMITE
"A gente já chegou no limite", diz Bolsonaro sobre economia do país
SHOW HUMANIZADO
Com 5 horas de live, Gusttavo Lima arrecada 100 mil para combater o Covid-19
UNIGRAN DOURADOS - FISIOTERAPIA
Fisioterapia traz novas perspectivas para o mercado de trabalho, coordenadora do curso na UNIGRAN ex
MUNDO - 35 MIL MORTOS
Últimas notícias de coronavírus de 30 de março
DOURADOS - POLONIO IMÓVEIS
Vem aí!, Dourados Medical Center empreendimento exclusivo para a área da saúde em Dourados
CORONAVÍRUS NO BRASIL
Prefeito é internado na UTI, após piora em quadro de coronavírus
REUNIÃO TENSA
‘Estamos preparados para ver caminhões do Exército com corpos?’, questiona Mandetta a Bolsonaro
BRASIL 117 MORTES
Casos de coronavírus no Brasil em 29 de março
FÁTIMA DO SUL - ATENÇÃO COMÉRCIO
Em novo Decreto, confira o que vai poder abrir e permanecer fechando nesta segunda em Fátima do Sul
CORONAVÍRUS NO BRASIL
Justiça suspende trecho decreto de Bolsonaro que livra igrejas de quarentena