Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 21 de junho de 2021
Busca
Brasil

ALL espera elevar em 22% volume de carga transportada em MS

29 Dez 2009 - 08h17Por Mídia Max

A ALL (América Latina-Logística) espera elevar em 22% o volume transportado na malha da Novoeste, que vai de Corumbá a Bauru, através de contratos para transporte de álcool, ampliação do volume de grãos, de minérios e cimento.

Para a realização do transporte de álcool foi fechado um contrato com a empresa Ágil, de Campo Gramde a Paulínia (SP) O número de vagões/dia está em negociação. Haverá também um acréscimo de 7% no volume de soja, em grãos, transportada para a Cargill, no trajeto Campo Grande-Três Lagoas, onde a matéria-prima é processada para produção de óleo.

No ano de 2010, também será retomado o contrato com a ADM, que reativará seu terminal em Campo Grande e escoará soja para Santos (SP) pelos trilhos. Em relação ao minério, a perspectiva é que se passe de 145 vagões ao dia para 180 no ano que vem.

De acordo com Rodrigo Miranda, gerente local da ALL, são 3 giros: o minério da Vale do Rio Doce sai de Corumbá a Porto Esperança; da Vetorial vai de Corumbá a Ribas do Rio Pardo e depois de transformado em ferro-gusa segue para Bauru.

"Com o aquecimento da construção civil e demanda por material, temos ainda expectativas de aumentar de 5 para 10 o número de vagões com cimento, de Corumbá a Campo Grande", acrescenta o gerente. Quanto aos minérios, Miranda lembra que as chuvas do fim deste ano, acima da média histórica, evitaram que o nível do rio Paraguai baixasse e, com isso, diferente do que ocorreu nos anos anteriores, o escoamento de minério permanecerá normal no período. "Temos 250 mil toneladas para transportar em janeiro, desta vez não teremos a entressafra do minério", afirma.

Para conseguir cumprir essa demanda, além de contar com 8 locomotivas a mais desde outubro deste ano, a ALL também tem investido na otimização de sua logística, com novos desenhos operacionais. Em setembro, por exemplo, o tempo médio de permanência das locomotivas era de 14 horas e agora está em 3,5 horas, o que significa maior aproveitamento da estrutura. Além disso, com a troca de trilhos a expectativa é que até junho a velocidade média das composições passe de 22 km/h a 30km/h.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo
VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América