Menu
SADER_FULL
quarta, 23 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Alimentos sobem e prévia da inflação oficial dobra em outubro

20 Out 2010 - 10h30Por Reuters
O Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) registrou alta de 0,62% em outubro, o dobro da taxa verificada em setembro (0,31%), segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira. O índice é uma prévia do IPCA, que é utilizado nas metas de inflação do governo brasileiro.

"Carnes, frango, feijão e trigo, alimentos importantes no orçamento das famílias e em período de menor oferta, tiveram fortes altas no mês e foram os principais responsáveis pela aceleração do IPCA-15 de setembro para outubro, levando o grupo alimentação e bebidas a uma variação de 1,70%, maior do que a anterior, de 0,30%", afirmou o IBGE em nota.

Com isso, a alta dos preços de alimentos foi responsável por 63% da taxa no mês. Um dos maiores vilões foi o custo das carnes, que subiram 4,93% - frango (5,69%), macarrão (2,68%), pão francês (2,53%), biscoito (1,51%), feijão carioca (24,56%) também tiveram altas expressivas.

No acumulado do ano, o índice está em 4,17%, acima do índice de igual período de 2009 (3,34%). Nos últimos 12 meses a taxa ficou em 5,03%, acima dos 12 meses imediatamente anteriores (4,57%). Em outubro de 2009, o IPCA-15 havia sido de 0,18%.

Outros grupos também pressionaram o IPCA-15: os preços de Habitação aceleraram a alta para 0,49% em outubro contra 0,32% em setembro, enquanto os de Artigos de residência subiram 0,70% agora contra variação positiva anterior de 0,18%.

Os preços de Vestuário passaram de avanço de 0,50% em setembro para 0,62% neste mês, e os de Despesas Pessoais subiram 0,63% agora, contra elevação anterior de 0,34%. Já os custos de Transportes passaram para queda, de 0,07%, após subirem 0,33% no mês passado.

O IPCA-15 é o último dado de inflação divulgado antes de o Comitê de Política Monetária (Copom) anunciar sua decisão sobre a taxa de juro brasileira, a Selic, após o fechamento dos mercados nesta quarta-feira. Segundo pesquisa, analistas esperam estabilidade em 10,75%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso
Na Pandemia, filas são imensas na CEF de Fátima do Sul-MS AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera hoje saques do auxílio emergencial para mais 3,6 milhões
uma greve foi deflagrada em protesto contra uma proposta de privatização da estatal e pela manutenção de benefícios trabalhistas. CORREIOS
Após 5 dias de greve, os Correios devem retornar por determinação do TST
No Brasil, diversos concursos públicos estão disponíveis. CONCURSOS
CRM-MS abre concurso com salários de até R$ 5 mil
 O empresário Eliel Moreira, seu Claudemir e sua família SOLIDARIEDADE
Amigos se unem e compram carro para catator de reciclagem
Cissa Amaral morreu no local e Sebastião Faria foi socorrido ACIDENTE FATAL
Enfermeira morre e policial civil fica ferido em acidente de moto