Menu
BANNER IMPRESSORAS
domingo, 14 de agosto de 2022
SADER_FULL
Busca
Brasil

Alimentos sobem e prévia da inflação oficial dobra em outubro

20 Out 2010 - 10h30Por Reuters
O Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) registrou alta de 0,62% em outubro, o dobro da taxa verificada em setembro (0,31%), segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira. O índice é uma prévia do IPCA, que é utilizado nas metas de inflação do governo brasileiro.

"Carnes, frango, feijão e trigo, alimentos importantes no orçamento das famílias e em período de menor oferta, tiveram fortes altas no mês e foram os principais responsáveis pela aceleração do IPCA-15 de setembro para outubro, levando o grupo alimentação e bebidas a uma variação de 1,70%, maior do que a anterior, de 0,30%", afirmou o IBGE em nota.

Com isso, a alta dos preços de alimentos foi responsável por 63% da taxa no mês. Um dos maiores vilões foi o custo das carnes, que subiram 4,93% - frango (5,69%), macarrão (2,68%), pão francês (2,53%), biscoito (1,51%), feijão carioca (24,56%) também tiveram altas expressivas.

No acumulado do ano, o índice está em 4,17%, acima do índice de igual período de 2009 (3,34%). Nos últimos 12 meses a taxa ficou em 5,03%, acima dos 12 meses imediatamente anteriores (4,57%). Em outubro de 2009, o IPCA-15 havia sido de 0,18%.

Outros grupos também pressionaram o IPCA-15: os preços de Habitação aceleraram a alta para 0,49% em outubro contra 0,32% em setembro, enquanto os de Artigos de residência subiram 0,70% agora contra variação positiva anterior de 0,18%.

Os preços de Vestuário passaram de avanço de 0,50% em setembro para 0,62% neste mês, e os de Despesas Pessoais subiram 0,63% agora, contra elevação anterior de 0,34%. Já os custos de Transportes passaram para queda, de 0,07%, após subirem 0,33% no mês passado.

O IPCA-15 é o último dado de inflação divulgado antes de o Comitê de Política Monetária (Copom) anunciar sua decisão sobre a taxa de juro brasileira, a Selic, após o fechamento dos mercados nesta quarta-feira. Segundo pesquisa, analistas esperam estabilidade em 10,75%.

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Motociclista de 27 anos bate na traseira de trator e morre em vicinal
TRAGEDIA NA RODOVIA
Sete pessoas morrem e três ficam feridas em acidente entre caminhão e van
AUXILIO POPULAÇÃO
Governo libera empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil
TRAGÉDIA
Carro explode durante abastecimento e amputa pernas de frentista
NOITE DE TERROR
Moradores relatam medo vivido em confronto com oito mortos
ACIDENTE DE TRABALHO FATAL
Trabalhador morre soterrado ao fazer limpeza em silo de grãos
AGRESSÃO NA ESCOLA
Mulher invade escola e espanca aluna a pauladas
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil ultrapassa o número de 680 mil mortos pela doença
AUXÍLIO BRASIL AUXILIO POPULAÇÃO
Auxílio Brasil de R$ 600 e vale-gás saem hoje para mais um grupo
BRASIL + POBRE
Estudo mostra alta da pobreza em regiões metropolitanas