Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 9 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Alfabetizadores do Mova de Deodápolis são capacitados

24 Jul 2004 - 11h00

Dando seqüência no trabalho de capacitação, visando o desempenho e o aprimoramento dos alfabetizadores do Mova-MS (Movimento de Alfabetização de Adultos do Estado de Mato Grosso do Sul), a secretaria municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, sob o comando da secretária, professora Maria Joana da Silva Alencar, 13 alfabetizadores de Deodápolis estiveram participando dos dias 12 a 16 de julho, no município de Ivinhema, da ‘Capacitação para Professores’ que irão atuar como alfabetizadores junto ao Mova-MS, no município.

A equipe que ministrou a capacitação é formada pelos professores, Ana Lúcia, Marion, Gildo e Renato, todos pertencentes à secretaria de Estado da Educação. Para a secretária municipal de Educação e Cultura, Maria Joana, “sempre há necessidade da participação dos professores que trabalham com alunos matriculados no Mova, estarem bem preparados para saberem contornar as adversidades que serão encontradas no transcorrer da aprendizagem que este Projeto de Ensino engloba”, salientou.

Em Deodápolis serão 13 salas de aula que abrigarão cada uma, cerca de 15 a 25 alunos. Para que este projeto pudesse ter ampla segurança e firmeza, o município fez uma parceria entre as escolas estaduais, Scila Médici, Edwirges Coelho Derzi, Princesa Isabel, Escola Municipal Santa Terezinha ‘Pólo’, Clube de Mães do distrito de Porto Vilma, Adam (Associação Deodapolense de Apoio ao Menor) e CCI (Centro de Convivência de Idosos).

O Projeto de Alfabetização Mova-MS em Deodápolis é supervisionado pelo professor João Batista Alves de Souza, que afirma, “a meta da secretaria estadual de Educação é alfabetizar 25 mil alunos no Estado em 2004”, disse. Em 2003 foram mais de 40 mil alfabetizados no Estado de Mato Grosso do Sul, através do Movimento de Alfabetização de Adultos – Mova-MS. O MEC (Ministério da Educação e Cultura) que antes assegurava cinco meses de aula, agora determinou um período de oito meses, ao invés de 200 horas/aula, passou para 320 horas/aula, que já estão previstas para iniciarem na primeira quinzena de agosto. Colaborou Demerval Nogueira.
 
Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

SUSPEITOS COVID-19
Veja autoridades que se reuniram com Bolsonaro nos últimos dias, de acordo com a agenda oficial
ABSURDO
Indígena com Covid-19 sofre aborto espontâneo e recebe feto em garrafa de soro
VITIMA DA COVID 19
Após ficar 3 dias a espera de UTI Cacique xavante líder das causas indígenas morre com Covid-19
AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa libera saques e transferências dos aprovados no terceiro lote nascidos em fevereiro
URGENTE - PRESIDENTE COM COVID-19
URGENTE: Bolsonaro testa positivo para coronavírus
PRESIDENTE NA LINHA
Bolsonaro está com sintomas de covid-19 e aguarda resultado de exame
CICLONE BOMBA
Efeitos do Ciclone: mais de 12 mil residências ainda estão sem energia elétrica
LIVE
Mulher de Porchat não foi a única: veja outros casos de nudez em lives
ECONOMIA
Nova gasolina a partir de agosto; combustível será mais caro, mas deixará veículos mais econômicos
SOS EDUCAÇÃO
Sem computador e sem dinheiro, alunos de baixa renda desistem do Enem