Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 18 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Alerta sobre os cuidados com a alimentação durante o verão

22 Jan 2010 - 08h10Por ABN News

 Quando chega o verão, muitas pessoas alteram seus hábitos alimentares e passam a ingerir comidas mais gordurosas e calóricas, deixam de fazer refeições e se esquecem de se hidratar durante todo o dia.

Por ser a estação mais quente do ano, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) alerta para os cuidados com a alimentação já que, neste período, pode haver um aumento dos casos de doenças provocadas pela ingestão de alimentos estragados - principalmente diarreia - e por desidratação.

Segundo a nutricionista do Hospital Estadual Infantil de Vila Velha, Paula Viana, é necessário consumir mais líquidos e alimentos leves, para compensar as perdas através do suor, e também por causa da diminuição do metabolismo, devido ao esforço do corpo para manter a temperatura interna mais baixa.

De acordo com ela, também é aconselhável que haja uma preocupação maior com a qualidade dos alimentos ingeridos, observando sempre a aparência e a temperatura. O calor e a umidade do ar favorecem o crescimento de bactérias, aumentando o risco de doenças provocadas por alimentos.

"Devemos optar pela ingestão de alimentos mais naturais e mais frescos, pobres em gorduras e de fácil digestão. Devemos também atentar para a higiene do ambiente e dos utensílios. Assim, poderemos aproveitar ao máximo a estação mais quente do ano", afirmou.

Diarreia
A maior consequência da ingestão de alimentos estragados é a de diarreia. A médica da Sesa, Daniela Mill, explica que ela pode ser causada por vírus ou bactéria. A primeira, menos grave, tem mais facilidade de disseminação e é causada pela ingestão de alimentos estragados e água contaminada. Já a diarreia provocada pela bactéria é mais grave e pode durar mais que cinco dias.

Entretanto, Daniela Mill alerta para o fato de que ambos os casos podem levar à morte. "A diarreia é, inclusive, uma das maiores causas de óbitos em crianças, pois se o tratamento não for conduzido de forma adequada, pode levar à desidratação ou até mesmo a uma infecção do tecido do intestino".

Beber água de coco é uma boa forma de se hidratar mas quem sofre de pressão alta deve consumir com moderação devido a grande quantidade de sódio natural.

A médica informa que, ao primeiro sinal de diarreia, os responsáveis devem iniciar a hidratação com soro caseiro e levar a criança com urgência para uma unidade básica de saúde. O soro pode ser feito em casa. Para cada copo de água, deve ser adicionada uma pitada de sal e duas pitadas de açúcar.

Confira algumas dicas:
Alimentos crus ou cozidos não devem permanecer expostos à temperatura ambiente. O descongelamento deve ser realizado sempre em geladeira. Comidas prontas não podem ser recongeladas;

Lave muito bem as mãos antes das refeições e antes de preparar alimentos;

Frutos do mar devem ser bem cozidos, pois podem conter microorganismos causadores de doenças;

Evite consumir alimentos com molhos à base de maionese, ovos ou creme de leite que estejam à temperatura ambiente;

Mantenha-se hidratado. Beba no mínimo dois litros de líquido por dia, principalmente água, água de coco e sucos de fruta natural. Tenha cuidado com as bebidas alcoólicas, pois elas aumentam a diurese, favorecendo a desidratação. Uma dica: para cada dose de bebida alcoólica ingerida, beba uma copo de água;

Evite alimentos gordurosos, muito salgados e/ou condimentados, como frituras, embutidos, queijos amarelos e maioneses;

Fique atento à higiene do estabelecimento e dos funcionários. Evite consumir alimentos de locais sujos, com moscas e de procedência duvidosa;

Na praia, faça escolhas saudáveis: frutas da estação, picolé de fruta, água-de-coco, suco de fruta natural, salada de frutas e sanduíche natural fresco. Só não vale ficar sem se alimentar;

E atenção: crianças e idosos merecem cuidado redobrado quanto à hidratação. Sempre ofereça líquidos bem gelados e frutas da estação;

Ao primeiro sinal de diarréia, iniciar hidratação com soro caseiro e buscar atendimento em unidade básica de saúde.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado
SAQUE EMERGENCIAL
Caixa cria calendário para liberar nova rodada de dinheiro do FGTS
TRAGEDIA AÉREA
Acidente aéreo mata sócio da Raizen e outras seis pessoas