Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 6 de maio de 2021
Busca
Brasil

Alegria é arma da Seleção B na decisão contra a Argentina

23 Jul 2004 - 10h18
O técnico da Seleção Brasileira, Carlos Alberto Parreira, já avisou que não há favoritos na final da Copa América contra a Argentina. Mas ele garante que a responsabilidade está do outro lado, enquanto o Brasil vai usar a alegria como arma.

Perguntado sobre o tema da preleção para o jogo de domingo, o treinador revelou o que dirá aos jogadores: "Aproveitem, desfrutem... Joguem com alegria". Já sobre o lado argentino: "Pode ser que eles tenham mais responsabilidade, mas isso é problema deles".

Parreira está feliz com a resposta dos jogadores brasileiros ao trabalharem sob pressão. Pelo fato de se tratar de uma equipe jovem, ele está muito satisfeito. "Eles estão acostumados a grandes jogos em seus clubes... com uma torcida pequena. Seleção é diferente. O mundo inteiro está olhando e a pressão aumenta muito", lembrou.

Segundo Parreira, a final da Copa América terá em campo duas equipes que se apresnetam de maneiras muito diversas. "Argentinos e brasileiros só se assemelham na tradição e na qualidade, mas a maneira de jogar é totalmente diferente".

O comandante brasileiro comentou ainda um pouco sobre o treinador rival, Marcelo Bielsa: "Ele acredita em uma filosofia de jogo. Joga no 3-4-3, acredita na pressão e faz bem esse trabalho. É uma maneira de se jogar que poucos usam atualmente. Na Eurocopa, apenas três seleções jogaram assim".

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias
PÉSSIMA PROJEÇÃO
Covid-19: Brasil deve alcançar 575 mil mortes em 1º de agosto, diz instituto
SONHO INTERROMPIDO
Jovem perde noivo para a Covid-19 no dia do casamento: 'Nossos sonhos ficaram para trás'
PANDEMIA CORONAVIRUS
Triste número: Brasil ultrapassa 400 mil mortes por Covid-19
REVOLTA
Pastor zomba da fé dos indígenas Trukás que revoltados quebram templo em construção; veja o vídeo
VIOLAÇÃO
Vereador abre caixão para provar que idoso não morreu de covid; assista