Menu
SADER_FULL
sexta, 17 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Agronegócio está mudando o "ramal da fome"

6 Set 2004 - 13h29
Quando perdeu o emprego de campeiro em uma fazenda de gado em Taquarivaí, no sudoeste do Estado de São Paulo, em 2002, José Otávio Marques, de 63 anos, quase entrou em desespero. Ele era o sustento da casa onde vive com a mulher, três filhos e dois netos. Marques ficou sem função depois que a fazenda reduziu a criação de gado de corte e passou a plantar soja, milho e trigo. Mas foi graças a essa diversificação que a família não se apertou: um dos filhos foi contratado como tratorista em outra fazenda e a filha conseguiu emprego numa grande loja de móveis que as lavouras atraíram para a cidade.
 
 
Cruzeiro do Sul

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado
SAQUE EMERGENCIAL
Caixa cria calendário para liberar nova rodada de dinheiro do FGTS
TRAGEDIA AÉREA
Acidente aéreo mata sócio da Raizen e outras seis pessoas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Um missionário irado e inquieto