Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 5 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER ECO TOUR
Brasil

Agronegócio: Azambuja convoca deputados para reunião na Famasul

18 Mai 2007 - 09h40
Kelly Venturini
 
O deputado Estadual Reinaldo Azambuja (PSDB), conclamou os deputados integrantes da Bancada do Agronegócio, que ele lidera, para participarem da reunião que acontecerá na segunda-feira, dia 21, na Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS) e reunirá representantes da Câmara Federal e de diversos segmentos da classe produtor para discutir dentre outros temas a viabilidade do setor, os custos de produção e a possibilidade do alongamento das dívidas.
 
“A Bancada ruralista da Câmara Federal está fazendo um estudo no sentido de conseguir o alongamento das dividas do setor produtivo. Por este motivo eles estão viajando por todo Pais, visitando os Estados onde há o problema e por isso estarão aqui na próxima segunda-feira” observou o parlamentar.
 
Questionado sobre a possível criação de uma zona tampão no Estado Azambuja observou que “Vamos aguardar a decisão da OIE, que definirá se o Mato Grosso do Sul pode vir a ser considerada ‘Zona livre de aftosa com vacinação’. Essa decisão será tomada, na quarta-feira, em Paris”. Segundo o deputado não se pode discutir o assunto em cima de hipóteses “A secretaria Tereza Cristina estará nesta reunião, e entendo que nós devemos apoiar aquilo que possa favorecer o Estado. Sabemos que existe hoje uma reação de municípios que podem ser impactados nesta área de proteção mas buscaremos, conforme a decisão da OIE, diminuir no máximo os resultados deste impacto” completou.
 
Ele esclareceu ainda que a Bancada entende que se vão haver restrições de algumas propriedades e proprietários para o mercado de exportação, essas restrições tem que vir seguidas de algum tipo de compensação mas que isto são apenas hipóteses. “Nós estivemos conversando com as entidades ligadas ao setor produtivo. Ontem à tarde inclusive estivemos com o Ademar [Silva Junior, presidente] da Famasul e ele, como nós, entende que é preciso aguardar essa decisão da OIE para depois discutirmos o que fazer.”
 
“Existe hoje uma discussão entre Paraguai, Brasil e Argentina em se fazer essa linha de proteção na fronteira, por que os últimos focos ocorreram naquela área. O relatório do MAPA para OIE dava conta de que as ações tomadas por Mato Grosso do Sul na questão da vigilância - a vacinação que foi feita e o abate sanitário – foram satisfatórias mas, não sabemos se eles (OIE) vão aceitar isso como um bom argumento” completou.
 
A reunião está marcada para a próxima segunda-feira, às 20 horas, no auditório da Famasul, na capital.
 
 
 
 
Fátima News
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL - 96.326 MORTES
Brasil tem 2.817.473 casos de Covid-19, indica consórcio de veículos da imprensa em boletim das 13h
EXPLOSÃO EM BEIRUTE
Libanês se emociona e diz: Parecia uma bomba atômica, que acabou com tudo
BORA PRA BONITO - MS
Crie laços com a natureza em Bonito, MS!
LUTO NO CIRCO
Palhaço mais velho do Brasil morre aos 77 anos vítima de coronavírus
TRAGEDIA NA RODOVIA
Familia se despede de parentes mortos em acidente na BR-277
NA CASA DELE
Tio estupra criança de 4 anos e dá chocolate para ela não contar
BOCA DA ONÇA É NO MS
Maior cachoeira do MS, Boca da Onça retorna com muitas novidades, confira
ACIDENTE TRÁGICO
Vitimas do acidente na BR 177 são identificadas: 3 são da mesma familia
CORRUPÇÃO NA SAUDE
MP aponta 'vergonhosa fraude' e aciona prefeito a devolver R$ 4,136 milhões
BORA PRA BONITO - MS
O que é ecoturismo e porque Bonito, MS?