Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Agentes protestam e param 144 presídios em SP

29 Jun 2006 - 09h33
Os agentes penitenciários dos 144 presídios do Estado de São Paulo fazem uma paralisação de 24 horas desde a meia-noite para manifestar a revolta pela morte do agente Nilton Celestino, 41 anos, funcionário do Centro de Detenção Provisória de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. Ele foi morto na manhã de ontem a tiros por três homens na porta de casa. A polícia não descarta novos ataques, já que uma facção criminosa teria ordenado a morte de 15 agentes em todo o Estado.

Foram suspensas todas as atividades dos presos realizadas com o apoio dos agentes como banho de sol, visitas, cursos, assistência social, recreação e atendimento jurídico. Hoje os agentes apenas vão servir alimentação e vigiar os detentos, que ficarão nas celas o dia todo. Amanhã as atividades serão retomadas normalmente.

O sindicato da categoria garante que fará uma paralisação de 24 horas cada vez que um funcionário for assassinado e pede a regulamentação do porte armas para a categoria, prevista desde 2003 no estatuto do desarmamento. O sindicato acredita que armado o agente terá chance de defesa caso seja atacado.

 

 

Terra

Leia Também

OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro