Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 26 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
FÁTIMA DO SUL

Advogado de cirurgião Fatimassulense contesta interdição do CFM

4 Jun 2010 - 13h50Por Campo Grande News

O advogado do médico acusado da morte de uma paciente após uma lipoaspiração entrou com mandado de segurança para que o profissional possa exercer a profissão. Nesta quarta-feira, Alexsandro de Souza recebeu interdição cautelar do CFM (Conselho Federal de Medicina) e não pode atuar por ora na medicina.

Segundo Leandro de Moura, que representa judicialmente Alexsandro, a decisão é abusiva e temerária. “O Conselho de Medicina é um órgão fiscalizador, que não pode interditar ou impedir um profissional de exercer seu ofício”, explicou o advogado.

O advogado reitera que o médico deve ter permissão para continuar exercendo a clínica geral e cirurgia geral. “Entendemos que as questões relacionadas à cirurgia plástica devem ser investigadas e somente isso deve ficar restrito”, pondera Leandro, que ratifica que as provas colhidas contra o médico são frágeis e inconclusivas.

“Não há comprovação de negligência, imprudência ou imperícia por parte do meu cliente. Este caso merece atenção e ele tem direito a continuar trabalhando”, disse Leandro. O mandado de segurança foi impetrado na 4ª Vara de Justiça Federal de Campo Grande.

Alexandro de Souza é acusado de ser o responsável pela morte de Cristiane Medina Dantas, de 24 anos, após uma lipoaspiração realizada em junho de 2008 em Fátima do Sul, a 246 quilômetros de Campo Grande.

Leandro contou que o mandado de segurança conta com depoimento da prefeita de Fátima do Sul, Ilda Machado, e do diretor do hospital da cidade, reforçando a idoneidade de Alexsandro. O advogado confirmou que o médico é habilitado para cirurgia plástica pela Sociedade Brasileira de Medicina Estética, na regional do Rio Grande do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BARBÁRIE
Marido mata mulher a facadas dentro de casa durante almoço de domingo
CAPOTAMENTO
Carro capota várias vezes ao fazer curva na MT-412 e mata fotógrafo
BRASIL - 157.134 MORTES
Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19
AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga 2ª parcela de R$ 300 da extensão do auxílio emergencial
SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto
Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência
GUERRA DA VACINA
Bolsonaro diz que não comprará vacina chinesa, mesmo se aprovada pela Anvisa
Motorista da carreta diz que ainda tentou desviar, mas não conseguiu DOENÇA DO SÉCULO
Menor pega carro escondido, joga contra carreta e morre na hora
BRASIL - 155.403 MORTES
Covid-19: Brasil tem 24.818 novos casos em 24 horas
AJUDA
Caixa Econômica paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários