Menu
SADER_FULL
sábado, 24 de julho de 2021
Busca
Brasil

Acidentes de trânsito poderão ser registrados pela internet

5 Out 2010 - 14h14Por Campo Grande News

Para reduzir o tempo de espera no registro de ocorrência de acidentes, a Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito) e o Detran/MS implantarão o "Boletim On Line".

Pessoas envolvidas em acidente sem vítimas poderão fazer sozinhos, e em casa, a comunicação de colisões simples e abalroamentos, por exemplo.

O comandante da Ciptran, major Alírio Vilassanti, admite que, em dias de maior movimento, principalmente fim de semana, às vezes o efetivo não é suficiente para todas as ocorrências.

Ele explica que acidentes sem vítimas e que, atualmente exigem a presença de policiais da Ciptran, representam aproximadamente 50% do total de ocorrências.

“Será um salto inquestionável na qualidade da prestação de serviço que a Ciptran dará”, afirma o comandante.

O sistema começou a ser estudado há cinco meses e deve ser implantado ainda em outubro.

Como funcionará - Motoristas que se envolverem em acidente poderão deixar o local antes da chegada da Polícia e, desta maneira, desobstruir as vias.

Quando estiver diante de um computador, o motorista deverá entrar na página da PM (Polícia Militar) e registrar a ocorrência com a placa de pelo menos um veículo envolvido.

Apenas uma ocorrência é registrada, independentemente do número de veículos.

A pessoa que abriu o boletim recebe uma senha por e-mail e somente ela poderá fazer alterações.

O outro motorista também poderá dar sua versão dos fatos, porém, todos são alertados sobre as punições previstas para o caso de mentirem.

Mais um fator de segurança é que o boletim só poderá ser impresso na Ciptran, que formalizará o procedimento.

No sistema, a pessoa envolvida no acidente poderá colocar fotos para ilustrar a cena. Serão permitidas pelo menos quatro fotos e, caso haja necessidade, o campo poderá ser ampliado para seis imagens.

O sistema agilizará procedimentos. Atualmente, o motorista envolvido em acidente leva pelo menos uma hora para que os policiais registrem a ocorrência e, com o "Boletim On Line", o tempo pode cair para 15 minutos.

O comandante explica que o sistema será implantado em caráter experimental em 15 dias.

Mecanismo semelhante é usado no Rio Grande do Sul, no entanto, cada motorista pode fazer um registro do mesmo acidente.

Já em Mato Grosso do Sul, a escolha por apenas um registro por ocorrência visa garantir informações precisas para as estatísticas.

“Assim vamos saber quais pontos precisam de ações”, conclui o comandante.

No entanto, uma taxa de R$ 29,00 é cobrada para ter o documento do Boletim de Ocorrência, que continuará a ser cobrada com o serviço pela internet.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRABALHO ESCRAVO
Aliciamento de crianças: família de líderes religiosos é presa em operação da polícia
ATO OBSCENO
Homem é detido após entrar nu em culto evangélico
TRAIÇÃO
Vídeo: Mulher flagra marido com travesti dentro do carro e 'pancadaria come solta'
COVID 19 NO BRASIL
Brasil tem 1 órfão por covid a cada 5 minutos: 'Pensamos que crianças não são afetadas, mas sim
SELEÇÃO OLIMPICA
Brasil ameaça passeio em estreia contra a Alemanha, mas desperdiça chance de goleada histórica
TRAGÉDIA NO RIO
Barco vira com nove pessoas matando 3 crianças e 3 adultos
REVOLTA
Mulher tem parte do rosto destruído por ataque de pitbull sem coleira; assista
FLAGRA
Vigilante descobre traição e mata amante da esposa com 3 tiros
SOB INVESTIGAÇÃO
"Te achei!", gritou suspeito antes de matar jovem de 16 anos com 10 tiros
CRIME PASSIONAL
Homem mata a ex-mulher e atira contra a própria cabeça