Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 2 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Abates de bovinos aumentam 11% em junho

14 Jul 2004 - 13h25
Os abates de bovinos em Mato Grosso do Sul aumentaram 11% no mês de junho em comparação com maio, segundo dados da DFA (Delegacia Federal de Agricultura). De 294,7 mil o número de animais abatidos subiu a 329,2 mil. No ano o total de animais abatidos supera em 16,61% o acumulado do primeiro semestre de 2003, totalizando 1.884.927 contra 1.616.354 de janeiro a junho de 2003. Comparando junho a junho o incremento de abates é de 27%.
No caso de abates de suínos o aumento foi de 6,30%, saltando de 55,8 mil a 59,3 mil, depois de dois meses consecutivos de queda. Ainda assim, no acumulado deste ano a redução é de 16,6%, de 448.508 para 373.909 no acumulado do primeiro semestre deste no. No comparativo de junho deste ano com junho de 2003 houve redução de 11,41%.
No caso das aves, o mês de junho foi de retração, com 9,2 milhões de animais abatidos contra 10,3 milhões em maio.
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL 60 MIL MORTES
Brasil tem 1.456.969 casos de Covid-19, aponta consórcio de veículos da imprensa em boletim das 8h
ELEIÇÕES 2020
Câmara dos Deputados aprova em primeiro turno adiamento das eleições municipais de 2020
100 INTERMEDIÁRIO
Venda direta de etanol das usinas para postos pode aumentar concorrência, diz Bolsonaro
CICLONE BOMBA NO BRASIL
CICLONE BOMBA: Sobe para 10 o número de mortos no Sul do país, VEJA OS ESTRAGOS
FURIA DA NATUREZA
Ao menos nove pessoas morreram devido a ciclone que atingiu Região Sul
NOTÍCIA BOA - BORA COMPARTILHAR
Teste de vacina de COVID-19 funciona e Pfizer pode produzir 1 bi de doses
FÁTIMA DO SUL - INAUGURADO
Fátima do Sul é a escolhida para a 4ª Unidade do Posto Alvorada que comemora 20 anos de sucesso
COVID-19
Brasil tem 1.409.693 casos de Covid-19, aponta consórcio de veículos da imprensa em boletim das 8h
TORMENTA
Tempestade e ventos fortes causam destruição em cidade: “Parece filme de terror”
DIDI
Renato Aragão deixa a Globo, após 44 anos