Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 22 de outubro de 2021
Busca
Brasil

13º salário vai injetar R$ 53 bilhões na economia

7 Dez 2006 - 15h33
 

Até 20 de dezembro, a economia brasileira receberá uma injeção de R$ 53 bilhões, resultado do pagamento do 13º salário. Segundo o Departamento Intersindincal de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), 60,7 milhões de trabalhadores, aposentados e pensionistas receberão o benefício em 2006, 1,6 milhão a mais do que no ano passado. Em valores, o crescimento é de 8% sobre 2005, quando o pagamento do benefício somou R$ 50 bilhões.

Segundo o coordenador de relações do trabalho do Dieese, Nelson Karam, o resultado mostra que houve aumento do emprego e da renda no Brasil, especialmente nas regiões mais pobres, onde a renda é definida pelo aumento do salário mínimo. Por isso, o valor médio do 13º salário subiu bem mais no Nordeste (11%) do que no Sudeste (3%). O valor médio do benefício será de R$ 872, crescimento real de 4% em relação ao ano passado (R$ 812). O maior benefício será pago em Brasília (R$ 1.878, em média) e o menor, no Maranhão (R$ 526).

Embora a maior parte do dinheiro (56,4%) continue concentrado na Região Sudeste, Karam afirma que já é possível perceber alguma redistribuição regional da renda com o efeito do salário mínimo. "É lógico que esse percentual não vai ser reduzido drasticamente de uma hora para a outra, mas já é possível perceber uma redução dessa concentração", ressalta. "A soma dos valores total destinado ao 13º salário subiu mais do que a média brasileira nas regiões Norte (22%) e Nordeste (18%)".

Distribuição
O pagamento de aposentadorias e benefícios pelo governo federal continua a responder por uma fatia considerável do 13º salário. A Previdência Social contribui com 40% do total de pessoas que recebem o benefício (24,3 milhões) e com 23% do total do valor pago (R$ 12,5 bilhões). Como boa parte dos benefícios pagos pela Previdência é atrelada ao salário mínimo, o valor médio pago é de R$ 515,82, menos da metade do que recebem os assalariados do mercado formal de trabalho (R$ 1.145,73).

Parte do efeito do pagamento de benefícios da Previdência Social já foi sentido pela economia, uma vez que o governo federal antecipou para setembro o pagamento da primeira parcela do 13º salário. A segunda parcela será paga junto com o benefício de dezembro.

O mercado formal de trabalho responde por 57% do total de pessoas que receberá o 13º, enquanto a participação dos empregados domésticos é de 3%. No que se refere aos valores, os assalariados respondem por 74,9% (R$ 39,668 bilhões) e os domésticos, por 1,5% (R$ 777 milhões).

Dívidas
Embora o Dieese não pesquise o destino dos R$ 53 bilhões do 13º salário, o coordenador do Dieese diz que é possível perceber que uma percentagem muito pequena do dinheiro é usada para formação de poupança. "Como a renda ainda está muito baixa (o Dieese prega um salário minimo ideal de cerca de R$ 1,5 mil para o Brasil), o trabalhador acaba usando o 13º para cobrir gastos do dia-a-dia", diz Karam.

 

RMT Online

Leia Também

OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro