MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 22 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
21 de Julho de 2017 07h33

Israel proíbe homens abaixo de 50 de ter acesso à Cidade Velha de Jerusalém

Medida foi tomada em momento de grande tensão, após decisão da Polícia israelense de instalar detectores de metal no acesso da Esplanada das Mesquitas para os muçulmanos.

G1

A Polícia israelense proibiu que homens com menos de 50 anos entrem na Cidade Antiga de Jerusalém e na Esplanada das Mesquitas, impedindo que participem da oração muçulmana desta sexta-feira (21), segundo a France Presse.

"A entrada na Cidade Velha e ao Monte do Templo (Esplanada das Mesquitas para os muçulmanos) fica limitada aos homens de 50 anos, ou mais, e às mulheres de qualquer idade", anunciou a Polícia, em um comunicado.

Essa medida foi tomada em um momento de grande tensão, após a decisão da Polícia israelense de instalar detectores de metal na entrada desse lugar santo muçulmano. O anúncio foi criticado pelos palestinos.

 
Polícia israelense para palestino para inspeção na Porta de Damasco, entrada da cidade velha de Jerusalém, nesta sexta-feira (21)  (Foto: Amir Cohen/ Reuters)Polícia israelense para palestino para inspeção na Porta de Damasco, entrada da cidade velha de Jerusalém, nesta sexta-feira (21)  (Foto: Amir Cohen/ Reuters)

Polícia israelense para palestino para inspeção na Porta de Damasco, entrada da cidade velha de Jerusalém, nesta sexta-feira (21) (Foto: Amir Cohen/ Reuters)

O acesso à Esplanada das Mesquitas, terceiro local mais sagrado do Islã, que está no centro do conflito entre Israel e os palestinos, foi fechado pelas autoridades israelenses após um ataque na sexta-feira (14) cometido por três árabes israelenses. O atentado terminou com dois policiais israelenses mortos na Cidade Velha de Jerusalém Oriental.

O local foi reaberto no sábado, sob protesto dos palestinos contra as novas medidas de segurança. Na segunda-feira (17), os fiéis palestinos oraram do lado de fora da cidade murada, respondendo assim ao chamado de Mohamed Hussein, o grande mufti de Jerusalém (jurista muçulmano cujas decisões podem ter valor de lei) e outras autoridades islâmicas de se negar a acatar as ordens de segurança e passar pelos detectores.

Comentários
Veja Também
MBO_SEGURANÇA_300
FARMÁCIA_CENTROFARMA_300
REINO_MATRÍCULAS_2017
Últimas Notícias
  
LÉO_GÁS_300
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.