Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 15 de dezembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
SOLIDARIEDADE

Pedreiro enfrenta 2º tumor no cérebro e pede ajuda para cirurgia de R$ 106 mil

Aroldo procurou o SUS, mas terá que aguardar de 5 a 7 anos para passar pelo procedimento

28 Nov 2018 - 12h03Por Topmidia News

Enfrentando pela segunda vez um tumor no cérebro, Aroldo Servim dos Santos, 27 anos, pede ajuda para fazer uma cirurgia que custa em torno de R$ 106 mil. O pedreiro afirma que não pode voltar a exercer a atividade profissional e tentou agendar a cirurgia através do SUS (Sistema Único de Saúde), mas terá que aguardar de 5 a 7 anos para passar pelo procedimento.

“O tumor está crescendo muito rápido, não tem como esperar pelo SUS. O médico disse que não posso trabalhar enquanto não fizer uma nova cirurgia. Eu fiz essa cirurgia ano passado, retirei o tumor, só que agora estou com outro, quase do mesmo tamanho do que retirei e preciso fazer cirurgia com urgência. Segundo os médicos, vai ficar R$ 106 mil tudo, contando cirurgia, pós-operatório, internação. Preciso correr contra o tempo”, afirma o jovem.

Aroldo relembra que foi em uma crise convulsiva que descobriu o problema no cérebro. “Eu convulsionei, fui para o hospital e lá descobriram o primeiro tumor, em dezembro de 2016. O doutor tinha dito que eu não teria problema em esperar a cirurgia porque ele não crescia. Consegui operar e fui orientado a ficar tomando fenitoína por seis meses para impedir crises convulsivas. Quando parei com a medicação, voltei a convulsionar, procurei um médico particular, fiz tomografia e descobrimos que tem outro tumor”.

De acordo com o pedreiro, o médico acredita que tenha ficado vestígios da doença, que acabaram crescendo novamente. “O médico ainda não sabe se é um novo, mas tudo indica que é um pedaço do outro tumor que ficou e cresceu de novo”.

Casado, pai de dois filhos, Aroldo sonha em parar de viver o pesadelo de não ter recursos para buscar a cura. “Preciso de ajuda, estou desempregado, minha família depende de mim. Já busquei duas vezes o auxílio doença no INSS - Instituto Nacional do Seguro Social, mas tive o pedido negado. Agora estou tentando novamente e espero conseguir”.

Para ajudar Aroldo ligue 67-99121-5816 ou  99139-7565.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GREVE NA SAUDE
Com salário atrasado, médicos da Santa Casa entram em greve a partir de segunda-feira
DEPUTADA ELEITA JÁ TRABALHANDO
Em Brasília, Rose Modesto reúne com ministra e discute fortalecimento da cadeia produtiva do leite
SAUDE EM ALERTA
Risco de surto para dengue, zika e chikungunya atinge 39 municípios de MS
PERDIDO
De cueca e rodeado de jacarés, homem é resgatado de riacho com sinais de hipotermia em Corumbá
SOLIDARIEDADE
Mãe de Luiz Cláudio pede ajuda para bazar solidário
ÓRGÃOS SERÃO DOADOS DE CRIANÇA
Criança que morreu atropelada por motorista sem CNH tem órgãos doados e vai salvar vidas
HOSPITAL DA VIDA
Hospital de Dourados é selecionado entre 12 no país para projeto do Ministério da Saúde
FAUNA
Foca rara é socorrida após apresentar enguia presa em narina
FÁTIMA DO SUL - DOAÇÕES PARA APAE
APAE recebe doação de veículo 0Km Renault tipo microônibus em Fátima do Sul
FAMOSIDADES
Michele Bolsonaro passa por tratamento na pele um mês antes da posse presidencial