Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 20 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
saúde

Mapa da dengue mostra que 157 municípios estão em situação de risco

19 Nov 2013 - 15h09Por Agência Brasil

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, divulgou hoje (19), o novo mapa da dengue no país. Ele participou do lançamento da campanha de mobilização contra a doença. O mapa mostra que 157 municípios do país estão em situação de risco e outras 525 em estado de alerta.

Os dados são do Levantamento Rápido de Índice para Aedes Aegypti. Na ocasião o ministro assinou a portaria que dobra o investimento previsto de combate à doença para 2014, que passa a ser de R$ 1,2 bilhão.

De acordo com o Ministério da Saúde, o reforço na assistência básica ao paciente contaminado pelo inseto vem sendo ampliado ano a ano e resultou na redução dos casos graves da doença em 61% quando comparado aos dados de 2010. Também diminuíram em 10% os casos de mortes pela dengue, mesmo com o crescimento dos números de notificações da doença.

Neste ano, foram notificados 1,4 milhão de casos prováveis de dengue no país em decorrência de uma circulação do subtipo 4 do vírus, que respondeu por 60% dos casos. O levantamento foi feito nos meses de outubro e no início de novembro servindo para identificar onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito transmissor em 1.315 cidades.

Segundo Padilha, os números ainda não são para comemorar. “Queremos reduzir cada vez mais a chance de óbito neste país. Essa é a principal ação do Ministério da Saúde agora”. Ele ressaltou que, com o Mais Médico, as ações serão reforçadas uma vez que os profissionais contratados já enfrentaram a dengue nos países de origem, além de ter larga experiência.

Três capitais estão em situação de risco: Cuiabá, Rio Branco e Porto Velho. Outras 11 apresentaram situação de alerta: Boa Vista, Manaus, Palmas, Salvador, Fortaleza, São Luís, Aracaju, Cuiabá, Rio de Janeiro e Vitória. Sete cidades ainda não apresentaram os resultados do Levantamento Rápido de Índice para Aedes Aegypti e as outras capitais têm níveis considerados satisfatórios.

Leia Também

ESPAÇO SAÚDE
Você malha demais?, este chá é o melhor amigo de quem sente dor muscular depois da musculação
EM CIDADE DO MS
Em MS, Estudante de medicina morre após jogar partida de futebol
ALERTA
Menino perde olho esquerdo após ser atingido por “tiro” de lançador de dardos
EXAMES GRATUITOS
Hospital do Amor oferece 200 vagas por dia para exames preventivos
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Em Maracaju, Reinaldo Azambuja participa do Showtec e entrega estação de tratamento de esgoto
ALERTA
Smartphone afeta a saúde mental, e o dano pode começar em crianças de 2 anos!
CORRUPÇÃO NA SAÚDE
MP faz pente-fino na Oncologia de Dourados
OBESIDADE
Menino de 10 anos viciado em Miojo e Refrigerante atinge 190 quilos
FÁTIMA DO SUL - CARREATA E HOMENAGENS
Jovem morto na praça estaria fazendo 20 anos hoje, amigos farão carreata às 18h30 em Fátima do Sul
FAMOSIDADES
Doente, José Mayer foi esquecido pela Globo e abandonado por ‘Amigos’