Menu
SADER_FULL
quarta, 21 de agosto de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
MEIO AMBIENTE

Governo proíbe estabelecimentos comerciais de usarem canudos de plástico em MS

Regra vale para hotéis, restaurantes, bares, padarias, casas noturnas e etc

18 Jul 2019 - 08h50Por Topmidia News

O fornecimento de canudos de plástico nos estabelecimentos comerciais de Mato Grosso do Sul está proibido a partir de agosto. A regra vale para hotéis, restaurantes, bares, padarias e casas noturnas.

Quem não quiser desagradar os clientes pode optar por aqueles fabricados por outros materiais como papel reciclável, material comestível ou biodegradáveis. 

Todos os estabelecimentos terão prazo de um ano para se adaptar à nova regra. A fiscalização ficará sob a responsabilidade dos órgãos competentes.

Em princípio, o projeto previa multa em caso de descumprimento da regra, mas isto não deve ocorrer já que esta parte foi vetada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) alegando se tratar de algo “inconstitucional”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TABAGISMO
Em Jateí, programa de combate ao tabagismo incentiva mudança de hábitos e promove qualidade de vida
DOURADOS - AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Dourados recebe pacote de obras de R$ 28,8 milhões na área de saneamento
VICENTINA - ALMOÇO NO PESQUEIRO
VICENTINA: Domingo é dia de almoçar no Pesqueiro 7 Bello, Confira o cardápio
DOURADOS - CAOS NA SAÚDE
Defensoria flagra pacientes renais sem água e comida no Hospital da Vida
SIAMESAS
Mulher dá à luz gêmeas siamesas de 3,700KG as duas
DEODAPOLENSE - TODOS NA TORCIDA
Deodapolense disputa o Babilon MMA 9 na Polônia nesta sexta-feira (16)
ASSUSTADOR
Adolescente carregava um "cadáver" na barriga, com espinha, costelas, cabelo, dentes e órgãos
DESCASO
Grávida é largada em cadeira caindo aos pedaços na capital e nem ouvidoria atende
FÁTIMA DO SUL - NO GRAFITE DE LÁPIS
Para 'driblar' a depressão, Rotniel faz lindas esculturas em grafite de lápis em Fátima do Sul
ALUCIENÓGENO
Video: Vovó fica doidona ao provar acidentalmente maconha do neto