Menu
SADER_FULL
sexta, 20 de setembro de 2019
CACAU SHOW FÁTIMA DO SUL 0
Busca
ITALÍNEA
DOENÇA CONTAGIOSA

Com tuberculose, adolescente aguarda uma vaga em hospital

Amanda Danniely, de 14 anos, está internada em UPA

26 Abr 2019 - 13h32Por Correio do Estado
Amanda aguarda transferência para hospital
Diagnosticada com um quadro de tuberculose grave, a adolescente Amanda Danniely da Silva Seren, de 14 anos, aguarda uma vaga em hospital de Campo Grande. No entanto, a menina não consegue ser transferida da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Vila Almeida, onde atualmente está internada, porque funcionários alegam que não há vagas em nenhum hospital da cidade, o que preocupa a prima da jovem, Anna Karolina, que eme pela vida dela, devido a saúde bastante prejudicada.

Em entrevista ao Correio do Estado, Anna Karolina contou que desde fevereiro a menina está doente, apresentando sintomas de tosse, pressão no peito e febre. “Primeiramente o médico diagnosticou como dengue e aí ela foi medicada”, disse. Mas a situação não melhorou e, por volta do fim do mês de fevereiro, a adolescente, fraca por conta de uma anemia, foi diagnosticada, por meio de raio-x, com pneumonia.

Os medicamentos que os médicos passavam nos dias em que Amanda ia no UPA não estavam fazendo efeito. Conforme Anna, no mês de março e abril, a menina foi várias vezes às unidades de saúde.

Na quinta-feira passada (18), em mais uma crise na saúde da paciente, ela foi novamente ao UPA, onde foi pedido um novo exame de raio-x, que foi comparado com a radiografia feita anteriormente e indicou uma grande mancha escura no pulmão da adolescente.

Depois da comparação, a menina teria que ir diariamente até a unidade para receber a medicação pela veia, já que oralmente não surtia efeito. Um exame de sangue nesta semana apontou a tuberculose como a causa dos problemas, sendo comprovado por um exame específico.

Ao ser dado o nome diagnóstico, ela foi internada isoladamente no local para tratamento, porém, o caso requer a internação em uma unidade hospitalar. “O estado dela é muito grave; Ela perdeu 25 quilos, está pesando 40 quilos; Ela corre risco se ficar no UPA”, disse a familiar.

Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) informou, em nota, que a paciente encontra-se em processo de regulação e, assim que houver disponibilidade de leitos por parte dos hospitais, ela será transferida.

"É preciso reforçar que, apesar da necessidade de encaminhamento para uma unidade hospitalar, a paciente está recebendo toda a assistência possível na unidade do município, sendo acompanhada pela equipe de médicos e enfermeiros", diz a nota.

FALTA DE VAGAS

Reportagem publicada no Correio do Estado na terça-feira mosrtrou que mesmo com a abertura total dos 100 leitos da Unidade do Trauma da Santa Casa, centenas de pacientes ainda aguardavam vagas hospitalares em Campo Grande. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), a situação é preocupante principalmente por haver pacientes do interior de Mato Grosso do Sul na fila.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE GRAVE
Acidente com van escolar deixa dez crianças feridasí; duas estão em estado grave
ERRO MÉDICO
Criança vai faz raio-x vestida e médico pensa que ela tinha engolido botões da camisa no MS
FÁTIMA DO SUL - CACAU SHOW
Surpreenda quem você ama com lindas cestas na Cacau Show de Fátima do Sul
ESPORTE DESTAQUE
Basquete espanhol ganha título da Copa do Mundo da FIBA e se torna exemplo a ser seguido pelo Brasil
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Estado repassa R$ 5,5 milhões para a saúde de Coxim e mantém pagamentos em dia
VICENTINA - NESTA SEXTA-FEIRA
VICENTINA: Nesta sexta tem Projeto Viva Melhor com aula de Ritmos, apresentações culturais e bailão
CHIFRE DO DIABO
Homem tem 'chifre' de 10cm removido em cirurgia
FÁTIMA DO SUL - LUTO
Fátima do Sul se despede se do saudoso José de Souza esposo da Dona Diomar da Linha do Iguassu
FÁTIMA DO SUL - TURISMO E DIVERSÃO
Aqua Park abre temporada neste sábado, Veja como vai funcionar em Fátima do Sul
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Dourados renova concessão com Sanesul e garante continuidade dos investimentos de R$ 241,5 milhões