Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 25 de março de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
GREVE NA SAUDE

Com salário atrasado, médicos da Santa Casa entram em greve a partir de segunda-feira

Santa Casa informou que aguarda repasse de R$ 14 milhões do Poder Público

14 Dez 2018 - 07h44Por Midiamax

Os médicos da Santa Casa de Campo Grande deverão entrar em greve a partir desta segunda-feira (17) por atraso salarial. Os profissionais prometem reduzir os atendimentos até que os salários sejam regularizados.

Conforme nota da Amesc-CG (Associação dos Médicos da Santa Casa de Campo Grande), a categoria optou pela paralização durante assembleia nesta quarta-feira (12). Alguns profissionais estariam, supostamente, sem receber o pagamento há cinco meses, enquanto outros tiveram os salários parcelados, mas não receberam os valores integrais.

Ainda segundo nota, os médicos continuaram a trabalhar sem os salários em dia e, durante uma reunião com a diretoria da unidade, a situação não foi regularizada. A Santa Casa teria negado aos médicos o acesso ao sistema que controla o faturamento da produção.

“Seria uma forma de o médico saber se o serviço que ele realizou confere com a remuneração paga pela Santa Casa. Mas nem isso podemos saber. As contas da Santa Casa são uma caixa preta. A situação fugiu do controle porque, além de não ser pago, o médico não sabe o valor real que tem a receber”, afirma o presidente da Amesc/CG, Alex Cunha Alonso, apontando falta de transparência da unidade com a categoria.

Durante a greve, a escala de trabalho deve ser reduzida ao mínimo previsto para garantir o funcionamento e o atendimento aos pacientes do maior hospital do Estado. Serão reduzidos em 70% os atendimentos ambulatoriais e cirurgias eletivas e em 30% os atendimentos de urgência e emergência.

Aguardando repasse

A assessoria de imprensa da Santa Casa informou que aguarda o pagamento de quase R$ 14 milhões que estão em atraso pelo Poder Público para efetuar o pagamento.

“A Prefeitura informa que até na segunda efetuará a quitação, pelo menos parcial, destes recursos. A Amesc e alguns médicos que participaram da citada reunião falam em cinco meses de atraso, todavia os médicos seletistas têm apenas este mês em atraso. O vencimento foi na quinta-feira, quinto dia útil, portanto 7 dias. Empresas que prestam serviço médico terceirizado também não sofrem este atraso citado”, diz nota de posicionamento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ORAÇÕES
Estado de saúde de Cláudia Rodrigues (a diarista) é grave
VICENTINA - ALMOÇO NO PESQUEIRO
VICENTINA: Domingo é dia de almoçar no Pesqueiro 7 Bello, confira o cardápio
FÁTIMA DO SUL - INDICAÇÃO
Diego sugere estudos para prevenção de suicídio, uso de drogas e outros com alunos da REME de Fátima
INCRIVEL
Jovem virgem que nunca namorou dá à luz um menino
DOURADOS - COMBATE A DENGUE
Após morte, moradores programam limpeza em área nobre de Dourados
ALARMANTE
Dengue hemorrágica causa morte de menino de 11 anos em Dourados
PREOCUPANTE
Em uma semana, MS tem 336 notificações de dengue por dia
FATIMA DO SUL - POLACO RESTAURANTE
Quinta Feira da Panqueca é no Polaco Restaurante de Fátima do Sul
SIM A VIDA
O bebê que está mudando o debate sobre o aborto
DESCASO
Bebê morre após parto feito pelo pai em ambulância sem médico