Menu
SADER_FULL
segunda, 22 de outubro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
GLÓRIA DE DOURADOS - SAÚDE PÚBLICA

Arceno e Marçal Filho discutem saúde pública em audiência em Glória de Dourados

A população gloriadouradense e dos municípios vizinhos discutiram em audiência pública a situação da saúde nos

23 Set 2013 - 08h30Por DEMERVAL NOGUEIRA / FÁTIMA NEWS

A população gloriadouradense e dos municípios vizinhos discutiram em audiência pública a situação da saúde nos três níveis governamentais. A audiência denominada, “Mais Saúde Para o MS”, é uma realização do deputado federal Marçal Filho (PMDB) e do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento da Colônia (CIDECO), que envolvem os municípios de Jateí, Deodápolis, Fátima do Sul, Vicentina, Ivinhema, Angélica Novo Horizonte do Sul e o município anfitrião. A audiência ocorreu no auditório da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Unidade local.

Todos os municípios que compõem o Cideco enviaram representantes. A audiência – “Mais Saúde Para o MS” tem por objetivo coletar subsídios para melhorar a saúde pública no país, levando em consideração que o deputado federal Marçal Filho foi designado pelo seu partido (PMDB), para ser o Relator do Orçamento da União (OGU), para a Saúde em 2014. Desta forma as sugestões são armazenadas e posteriormente filtradas e serão apresentadas pelo parlamentar em Brasília. A meta é tratar e construir soluções junto ao Ministério da Saúde, através da Comissão Mista de Orçamento (CMO), para as demandas emergenciais, quanto às estruturações em longo prazo. (Foto: Rogério Sanches / Fátima News).

O prefeito Arceno Athas Júnior, de Glória de Dourados destacou em sua fala que para 2014, o orçamento do município ficará em torno de R$ 20 milhões, sendo que desse montante, mais de R$ 4 milhões serão destinados à saúde. Athas argumentou que a Maternidade da Mãe Pobre Nossa Senhora da Glória, que é mantida pelo Lions Clube, “faz o possível e o impossível para atender sempre bem, apesar das grandes dificuldades devido aos escassos recursos repassados pela União”. Citou a necessidade da criação de um consórcio com a participação de pelo menos sete municípios, sendo absolutamente necessária a ajuda do governo federal.

Arceno Athas esclareceu as dificuldades encontradas no setor da saúde, no dia a dia, ao deputado federal Marçal Filho. O prefeito também destacou o trabalho que vem realizando o secretário municipal de Saúde, Fausto José de Souza, que tem feito o possível e até mesmo o impossível à frente da pasta. O prefeito classificou o projeto introduzido pela Presidenta do Brasil, Dilma Rousseff, o - “Mais Médicos”, “como uma ação presidencial bastante positiva para atender principalmente nos Programas da Família”, disse Athas.

O prefeito de Jateí, Arilson Targino elencou os problemas enfrentados pelos hospitais. “Faltam investimentos do Governo do Estado, principalmente quando se precisa de um suporte maior, especificamente nos casos que necessitam de exames mais aprofundados”, disse Targino. O prefeito jateiense afirmou que “se fosse somente os 15% de repasse para a saúde, seria fichinha para as prefeituras, mas vai muito além desses valores”. Arilson solicitou do deputado federal Marçal Filho, que exija do Governo do Estado, maior empenho, e também, do Governo Federal. Destacou ainda que o Sistema Único de Saúde (SUS), “é uma calamidade pública”, e foi mais além, “fico envergonhado quando vejo o atendimento do SUS no MS, comparado com o vizinho Estado do Paraná. Existe uma diferença gigantesca”, disparou Arilson.

No uso da palavra o deputado federal Marçal Filho disse que “a saúde não preocupa todas as pessoas. Muitos querem praças, asfalto, escolas. Ressaltou que a saúde é importante quando o cidadão ou a cidadã necessita da saúde”. O deputado peemedebista afirmou em sua fala que disponibilizou uma Emenda Parlamentar no valor de R$ 17,5 milhões, para o Hospital Regional de Dourados. “Mas não é necessário somente a estrutura predial”, comentou. Marçal esclareceu que dos 513 deputados federais, 10 são escolhidos, e ele foi indicado pelo PMDB, para a Relatoria da Saúde, “porque quero trabalhar a saúde da população”.

O parlamentar federal argumentou que “muitos Pet Shop tratam melhor o cão, enquanto muitos brasileiros que pagam seus impostos não dispõem de uma saúde pública digna”. Marçal relatou que o Brasil se inspirou no Reino Unido, quando da criação do Sistema Único de Saúde (SUS), mas que, no Reino Unido, 82% dos recursos são investidos na saúde pública, enquanto no Brasil os investimentos aplicados neste setor são praticamente insignificantes. “Não é falta de recursos federais, é apenas um descaso federal, porque acreditam que muitos possam entrar na iniciativa privada”. Marçal comentou sobre o programa “Mais Médicos” do Governo Federal, descrevendo que foi um ato elogiável. Mas disse que a disparidade entre a demanda e o número de profissionais é muito grande. Afirmou também que o Orçamento Público Federal emprega 10% para o setor da Saúde.

“Podemos abrir mão de várias coisas em nosso país, inclusive o Trem Bala, mas não podemos desmerecer a Saúde Pública, deixando-a em segundo plano”. O parlamentar afirmou que há necessidade de maior controle com referências aos médicos, porque muitos são competentes, preparados e aplicados, mas há muitos médicos que não prezam pela dignidade na área pública e, na maioria das vezes, consultam os pacientes e dizem simplesmente que é uma virose. “Boa parte dos médicos só falam em virose”, lembra o parlamentar. Marçal esclareceu às autoridades e ao público presente, que ao longo do tempo os governos federais e estaduais encolheram os recursos investidos na saúde pública. Encerrando a Audiência Pública o deputado federal Marçal Filho colocou-se à disposição para os questionamentos das autoridades e do público em geral e respondeu todas as perguntas a ele dirigidas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VICENTINA - ALMOÇO NO PESQUEIRO
VICENTINA: Domingo é dia de almoçar no Pesqueiro 7 Bello, confira o cardápio
FÁTIMA DO SUL - CENTROFARMA
Confira alguns produtos com super descontos na CentroFarma em Fátima do Sul
MARACAJU - ACIDENTE FATAL
Douradense e filho morrem em acidente na BR-267 próximo Maracaju
SOB INVESTIGAÇÃO
Menino de 9 anos entra armado e dispara dentro do Colégio Adventista em Campo Grande
ATAQUE CANINO
Adolescente de 13 anos perde metade da orelha depois de ser atacado por pitbull do vizinho
FÁTIMA DO SUL - ACIDENTE COM EMPRESÁRIO
Massariol começa a reagir e sedação é tirada aos poucos, família pede orações em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - OUTUBRO ROSA NA LIMIT
Programação 'Outubro Rosa' terá aula gratuíta e música ao vivo na Limit Academia em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - OUTUBRO ROSA NA LIMIT
Programação 'Outubro Rosa' terá aula gratuíta e música ao vivo na Limit Academia em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - CANTINA BAH DE NIVER
Cantina Bah completa 01 ano e empresários falam do desafio e do acolhimento em Fátima do Sul
NÃO RESISTIU
Após sofrer acidente, empresário morre um dia depois em hospital