Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 23 de abril de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
campo grande

Tribunal de Contas condena prefeito da Capital, por 6 a 1, devido atos ilegais

31 Out 2013 - 17h20Por Campo Grande News

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) reprovou, durante sessão secreta realizada ontem, atos financeiros do prefeito Alcides Bernal (PP) que foram investigados pela Inspeção Extraordinária. O placar foi de seis votos a um.

Em razão da dificuldade em consolidar os votos divergentes dos conselheiros Waldir Neves e Ronaldo Chadid o acórdão dos conselheiros ainda não foi publicado no Diário Oficial do Tribunal de Contas, o que deve acontecer amanhã.
Como já era esperado, as suplementações orçamentárias de verbas feitas pelo prefeito Bernal, os quais foram considerado “remanejamentos” pelos vereadores, foram aprovadas pelos conselheiros do Tribunal de Contas. Essa, aliás, foi a única parte dos atos financeiros de Bernal que não foi considerado ilegal ou irregular.

Um dos atos julgados irregulares foi a contratação feita por Bernal do Posto Emenuelle Ltda para fornecer combustível à municipalidade, no valor R$ 855 mil, tendo depois ampliação de mais R$ 400 mil para atender a Secretaria de Saúde (Sesau). Foi acatado o parecer do procurador José Aêdo Camilo, do Ministério Público Especial junto ao TCE, que considerou que Bernal realizou ato ilegal ao romper contrato com o Auto Posto Trokar, para criar “situação de emergencial no fornecimento de combustível” e com isso contratar, sem licitação, o Posto Emanuelle Ltda.

A contratação de servidores emergencialmente para a luta contra dengue também foi considerado irregular.

O processo sobre Bernal vem tramitando sob sigilo no TCE. A tramitação do processo no plenário do TCE começou no dia 2 de outubro, mas foi interrompido em razão de pedido de vistas do conselheiro Ronaldo Chadid. A Inspeção Extraordinária nas contas de Bernal foi aprovada há seis meses, no dia 10 de abril.

Com a condenação, Bernal terá de pagar multas e cancelar contratações consideradas ilegais. Pode, contudo, recorrer da decisão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EM CIDADE DO MS
Homem de 36 anos é o 2º caso de gripe tipo H1N1 em Mato Grosso do Sul
APOIO DO GOVERNO DO MS
Com apoio do Governo do MS, Fábrica de MDF vai gerar 100 novos empregos diretos em Água Clara
NOVAS ELEIÇÕES EM CIDADE DO MS
TRE cassa mandato de prefeita e novas eleições devem ser marcadas em cidade do MS
JATEÍ - PROJETO JUDÔ CIDADÃO
JATEÍ: Projeto 'Judô Cidadão' tem sua abertura e inscrições gratuítas reforça o incentivo ao esporte
ROSE MODESTO E A REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Rose Modesto vai propor mudanças em PEC da reforma, veja os pontos que ela defende
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Reinaldo cumpre compromisso e leva asfalto aos distritos de Jaraguari, moradores agradecem
JATEÍ - LUTO OFICIAL
Prefeitura decreta Luto Oficial por morte de Cabral, pioneiro chegou na década de 1960 em Jateí
CENSURADO
Video com ataques de Olavo a Militares é excluido das Redes de Bolsonaro
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Governo de MS: Servidores estaduais tem descontos de até 30% no comércio de Campo Grande
EM ÁUDIO VAZADO
Em áudio, Onyx diz que governo deu 'uma trava na Petrobras', caminhoneiros podem ficar sossegados