Menu
SADER_FULL
domingo, 27 de maio de 2018
PASSARELA
Busca
ITALÍNEA
Promotor de Justiça

Promotor pede indeferimento de recurso de vereador que foi multado em R$ 1 milhão

Siufi quer que penalidade seja recalculada

10 Nov 2016 - 14h47Por Mídia Max

O promotor de Justiça Marcos Alex Vera se manifestou pelo indeferimento do recurso ingressado pelo vereador Paulo Siufi (PMDB) na ação em que foi condenado a pagar mais de R$ 1 milhão em multa, além de perder os direitos políticos por oito anos.

A defesa do peemedebista argumenta que o cálculo da penalidade não foi feito corretamente. O MPE-MS (Ministério Público Estadual), por sua vez, sustenta que os fatos foram analisados minuciosamente.

“Prefacialmente, há que se destacar que os fatos narrados na exordial foram cabalmente comprovados ao longo da instrução processual, sendo o pedido ao final, julgado parcialmente procedente para reconhecer que o ora embargante Paulo Siufi Neto praticou atos de improbidade administrativa que importaram em enriquecimento ilícito e que violaram princípios administrativos”, diz o promotor.

A decisão judicial é referente ao processo em que o MPE-MS apontou supostas irregularidades no atendimento de Siufi na unidade de saúde do Aguão. O juiz pontuou que frequência do legislador ao cargo ocupado foi de apenas 18,12% no período de janeiro de 2009 a maio de 2013, mas houve recebimento de 100% do salário correspondente à função.

No dia 31 de outubro o juiz de primeiro grau David de Oliveira Gomes Filho assinou a sentença e alguns dias depois o peemedebista ingressou embargos de declaração pedindo que a multa fosse recalculada.

A alegação é de que na decisão o magistrado considerou itens incorretos como vencimento base, adicional por tempo de serviço, gratificação por trabalho em local de difícil acesso, adicional de aperfeiçoamento profissional e produtividade SUS (Sistema Único de Saúde).

“O cálculo realizado sobre a quantia que supostamente deveria ser devolvida pelo autor leva em consideração tudo aquilo que o autor recebeu nos quatro anos e cinco meses, o montante de R$ 223.410,88, e não os 81,88% correspondente deste montante, qual seja R$ 182,928,91, para fins de devolução”, diz a peça.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JATEÍ - FOTO LEGENDA
FOTO LEGENDA: Festa do Milho que aconteceu na noite de sábado é registrada de cima em Jateí
FÁTIMA DO SUL -CHEGOU GASOLINA
#AGORA: Dois caminhões com combustíveis abastece posto e filas enormes se formam em Fátima do Sul
JATEÍ - FESTA DA FOGUEIRA
Com entrada franca, Eraldo anuncia os shows e programação da Festa da Fogueira em Jateí
FÁTIMA DO SUL - GREVE DOS CAMINHONEIROS
Sem gás e sem combustíveis, população vive 'pane seca' e situação já é preocupante em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - FOTOS
Confira as FOTOS da carreata dos caminhoneiros em Fátima do Sul
GREVE DOS CAMINHONEIROS
Reinaldo anuncia redução na pauta fiscal do diesel a partir de 1º de junho
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Governador Reinaldo Azambuja convoca reunião e admite avaliar redução do ICMS do diesel
PARALISAÇÃO
Petroleiros do Pais inteiro anunciam greve "Vamos parar todas as Refinarias"
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Governo do Estada leva mais de R$ 11 milhões de obras para três municípios de MS
FATIMA DO SUL - OPINIÃO DO LEITOR
Falta diálogo, falta honestidade e falta respeito com o Povo Brasileiro!!!