Menu
PASSARELA
quinta, 24 de maio de 2018
PASSARELA
Busca
ITALÍNEA
CARGO PÚBLICO

Processado por nomear esposa, prefeito é novamente investigado por nepotismo

Ele já se envolveu em outras polêmicas

3 Mai 2017 - 07h41Por Mídia Max

Mesmo depois de ser processado na Justiça por nomear a própria esposa como secretária municipal, o prefeito Manoel Viais (PR), de Caracol, novamente é alvo de investigação do MPE (Ministério Público Estadual) pela mesma irregularidade, dessa vez envolvendo o marido de uma vereadora do município.

Denúncia feita no mês passado para a Ouvidoria do MPE revelou que o prefeito cometeu nepotismo cruzado ao nomear André Luiz do Nascimento como controlador-geral da prefeitura. André é casado com a vereadora Magaly Godoy (SD), que está no segundo mandato na Câmara da cidade. Conforme a denúncia que se transformou na semana passada em inquérito civil, o prefeito nomeou o controlador como uma troca de favores.

A reportagem apurou que André foi nomeado pelo prefeito em setembro de 2013 e dois anos depois acumulou o cargo de controlador geral do controle interno da prefeitura. Conforme o Portal da Transparência da prefeitura de Caracol, a remuneração para o cargo ocupado por André é R$ 6,3 mil.
Ao Jornal Midiamax, o prefeito Manoel afirmou que já elaborou os esclarecimentos solicitados pelo MP e garante que André continuará no cargo de controlador porque “nós temos respaldo jurídico para isso”. O chefe do Executivo também afirmou que houve denúncia relacionada a nomeação da chefe dos Recursos Humanos da cidade, que é casa com vereador do município. “Ela já pediu afastamento”.

POLÊMICAS

Manoel é réu em processo que tramita no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) desde 2013, quando ele foi denunciado pelo MPE por nomear a esposa Célia Viais para o cargo de Secretária de Assistência Social. Além disso, a esposa do vice-prefeito Horácio Junior Godoy (PSDB) também ocupou um cargo no 1º escalão da Prefeitura. Cristiane Rospi Rodrigues Godoy foi secretária de Educação de Caracol.

Em março deste ano, mais uma vez Manoel se envolveu em polêmica. Depois de afirmar que não daria aumento a servidores e suspender realização de festas de fim de ano e Carvanal por crise financeira, o prefeito enviou à Câmara projeto para repassar R$ 35 mil a clube de laço da cidade, administrado pelo filho dele.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JATEÍ - FESTA ADIADA
Por motivos da greve dos caminhoneiros, 1° Etapa do Circuito do Laço Comprido é adiado em Jateí
AÇÕES DEPUTADO EDUARDO ROCHA
Eduardo Rocha apresenta Moção de Congratulação à promotor de Justiça de Três Lagoas
AÇÕES DEPUTADO BARBOSINHA
Barbosinha e autoridades de Nova Alvorada do Sul pedem ao TJ implantação de 2ª Vara
FÁTIMA DO SUL - PREÇOS ABUSIVOS
Após preços da gasolina, consumidor pode acionar Procon e Ministério Público em Fátima do Sul
DEODÁPOLIS - PONTOS FECHADOS
Em Deodápolis, acessos a Presidente Castelo (MS 145) e Dourados (MS 276) estão bloqueados
FÁTIMA DO SUL - RODOVIA FECHADA
No 4º dia de protesto, movimento engrossa fileiras e rodovia continua fechada em Fátima do Sul
MOVIMENTO DOS CAMINHONEIROS
Caminhoneiros fecham acesso à Dourados pela 10ª Linha em Deodápolis
FÁTIMA DO SUL - 1º NO ESTADO DO MS
Fátima do Sul ganha primeiro condomínio aeronáutico do Sul do Estado do MS
BONITO - MS - AÇÕES DO GOVERNO
Ações do governo do Estado totalizam R$ 111 milhões em obras em Bonito (MS)
PROJETO BARBOSINHA
Festa do pé de soja solteiro de Laguna Carapã pode entrar para Calendário Cultural oficial do Estado