Menu
SADER_FULL
terça, 19 de março de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
política - capital

Prefeito volta atrás em exoneração, mas vereador rejeita recontratação de esposa

Não quero pedir nada para mim, nem para recontratar a minha esposa.

17 Out 2013 - 15h00Por Mídia Max

Não quero pedir nada para mim, nem para recontratar a minha esposa. Não precisa mais, muito obrigado pelo cargo que era para ela, não para mim”, respondeu o vereador Waldecy Chocolate (PP) pela publicação desta quinta-feira (17), quando o prefeito Alcides Bernal tornou sem efeito a exoneração de Cláudia Duarte.

Já a esposa disse ao Midiamax que não sabe se volta ao cargo. “Não sei ainda, preciso analisar bem. Não quero voltar e ter que passar por tudo o que eu passei ali. Era muito pressionada lá, se for pra ser dessa forma eu não quero”, garantiu.

Ela diz que não tomou nenhuma decisão ainda e que vai pensar melhor sobre o assunto. Waldecy Chocolate (PP) usou a palavra na tribuna da Câmara de Campo Grande na manhã desta quinta-feira (17) de maneira diferente. O vereador olhou para a câmera e falou como se estivesse em uma conversa franca com o prefeito Alcides Bernal.

Chocolate resolveu falar após a exoneração da mulher, Cláudia Núbia Ferreira Duarte, ser publicada ontem no Diário Oficial. Após ser criticado por revanchismo, o prefeito resolveu tornar a publicação sem efeito e legalmente a esposa do vereador pode seguir no cargo.

Sem saber da oficialização do ato, sendo informado apenas verbalmente pelo vereador Zeca (PT) que isso poderia acontecer, Waldecy chorou ao lembrar que várias vezes pegou o carro dele para dirigir para Bernal e que até já serviu copo d’água para o prefeito.

“Isso representa o amor que tenho no meu coração pela sua pessoa”, disse, olhando para a câmera. Chocolate seguiu dizendo que não deveria estar lá falando da vida pessoal dele, mas sim defendendo o povo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DEPUTADO JAMILSON
Deputado Jamilson Name propõe corte de ICMS sobre matéria-prima para alimentos
PROJETO NA BANCADA FEDERAL
Projeto da deputada Rose Modesto aumenta tempo de prisão para feminicídio
ALTERNATIVA
Governo defende que PDV é opção para quem não gostou da jornada de 8h
DEODÁPOLIS GASTANDO EM IVINHEMA
DEODÁPOLIS: Contratos com mercado de Ivinhema poderá custar mais de R$ 500 mil reais
JATEÍ - ARRASTÃO CONTRA A DENGUE
JATEÍ: Vigilância Sanitária pede a população que deixem os portões abertos, arrastão contra a dengue
40 HORAS SEMANAIS
Decreto de Reinaldo oficializa jornada de 8 horas para 16 mil servidores
LAMA ASFÁLTICA - CONDENADO
Giroto é condenado a quase 10 anos de prisão em primeira sentença da Lama Asfáltica
PARALISAÇÃO NACIONAL
Contra a Reforma da Previdência, educadores de Dourados param na 6ª
AÇÃO PARLAMENTAR - ONEVAN DE MATOS
Trabalho de Onevan foi fundamental, Reitor anuncia implantação de novo curso na UFMS de Naviraí
PREJUDICIAL A SAUDE
Uso de narguilé em locais públicos poderá ser proibido