Menu
SADER_FULL
domingo, 23 de setembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Política

O Globo: Escutas indicam suposto encontro de Bernal com grupo que fraudou previdência

23 Set 2013 - 16h43Por Mídia Max

Reportagem veiculada pelo Jornal O Globo afirma que o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), teria se reunido com integrantes do grupo comandado pelo doleiro Fayed Antoine Traboulsi, acusado de fraudar fundos de previdências de municípios com a quadrilha desmantelada pela Polícia Federal na última semana.

Segundo o jornal carioca, gravações feitas pela Polícia Federal durante a “Operação Miqueias” apontam que o próprio Fayed teria dito que teve conversas com o prefeito campo-grandense em Brasília. Na gravação, Fayed diz que Bernal estaria em Brasília no dia seguinte e afirma que já teria conversado com ele em outra oportunidade.

“Eu já estive conversando da outra vez com ele. Mas eu tô indo para São Paulo às 8 horas da manhã e volto às 2 horas da tarde... Eu acho assim: se você tiver um tempinho, à noite, eu acho que vale a pena convidá-lo para ter uma conversa social, ta”, declarou Fayed a um interlocutor em uma das conversas que a reportagem teve acesso.

Na mesma ligação, ele ainda avisa que vai ligar para o interlocutor para pedir o telefone do prefeito. Segundo a reportagem, a conversa foi gravada com autorização judicial no dia 21 de novembro de 2012, quando Bernal já tinha sido eleito.

Apesar da gravação, o relatório da Polícia Federal que embasou a prisão temporária de 20 integrantes da quadrilha não traz outras referências a Bernal e nem apresenta provas de que o encontro aconteceu. Em entrevista ao jornal, Bernal disse que durante o período de transição e após a posse recebeu várias pessoas, mas não se recordava de encontros com o grupo de Fayed.

A Polícia Federal acredita que a quadrilha tinha o objetivo de corromper políticos para repassar dinheiro dos fundos de previdência municipal para aplicações financeiras indicadas pelo grupo, causando prejuízos aos municípios.

Outros prefeitos

Outra matéria do “Jornal O Globo” revela que Luciane Lauzimar Hoepers, 33 anos, era uma das armas da quadrilha acusada de desviar R$ 50 milhões de fundos de pensão de servidores de prefeituras. A mulher, que chama atenção pela beleza, teria, segundo a publicação, escolhido alvos em Mato Grosso do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PESQUISA PARA FEDERAL
Rose Modesto já aparece em 1º, confira a lista em nova pesquisa para FEDERAL
DISPUTA ACIRRADA
Nova pesquisa mostra empate técnico entre Haddad e Bolsonaro
PESQUISA PRESIDENCIAL
Bolsonaro dispara em pesquisa na corrida presidencial no Mato Grosso do Sul
CORRIDA SUCESSÓRIA NO MS
Com chances reais de vencer ainda no 1º turno, Reinaldo Azambuja lidera pesquisa com 42,9% em MS
ELEIÇÕES 2018
Odilon perde para Reinaldo e vai ter que fazer propaganda para tucano em rede social
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS interioriza políticas de combate à violência contra a mulher
POLITICA - ELEIÇÕES 2018
Justiça indefere registro candidatura de João Grandão e mais 9 candidatos em MS
VICENTINA - DURANTE SESSÃO NA CÂMARA
Eliaquim e Lupércio pedem que seja implantado o "SIM" em Vicentina
VICENTINA - NA TRIBUNA
Jacira reivindica ao Detran, placas de identificação em ruas que fizerem necessário em Vicentina
PESQUISA ELEITORAL
Ibope: Haddad cresce em todos os segmentos; Bolsonaro só entre os mais ricos